Olho Neles! As promessas do UFC Londres

Selecionamos três atletas que podem roubar a cena no evento do próximo sábado

O último evento do mês marca o retorno do UFC a Londres com um card de 13 lutas, liderado por alguns dos principais talentos do Reino Unido, que buscarão usar a energia da torcida para se lançarem rumo a oportunidades maiores durante o restante de 2017.

Veja também: Calendário 2017 do Ultimate</a> | Belfort anuncia aposentadoria | Gastelum mira Anderson Silva

Ano passado, Michael Bisping usou a luta principal contra Anderson Silva para se colocar em uma disputa de cinturão, tendo eventualmente se tornado o campeão e tido o melhor ano de sua longa carreira. Apesar de o título não estar exatamente nos planos de ninguém no card a curto prazo, há muitos prospectos escalados para este final de semana na O2 Arena, incluindo dois que já passaram por esta seção: Marc Diakiese e Arnold Allen.

Aqui vão outros três nomes para prestarmos atenção neste sábado.

Olho Neles!

Leon Edwards

As pessoas deveriam ter começado a prestar atenção em Leon Edwards logo após ele apagar Seth Baczynski em oito segundos logo em sua segunda luta no octógono, mas a profunda divisão dos meio-médios às vezes deixa alguns talentos nas sombras. Edwards ficou por lá enquanto venceu três de seus últimos quatro combates, mas, após a finalização sobre Albert Tumenov no último mês de outubro, não dá mais para ignorar o lutador de 25 anos.

Com mãos rápidas e um jogo de chão em evolução, Edwards, que já treinou com a equipe da American Kickboxing Academy, tem o que é preciso para se tornar relevante na categoria dos meio-médios em breve, e seu duelo contra Vicente Luque neste final de semana deve ser uma boa indicação de onde ele está em seu processo de evolução.

O brasileiro vem de quatro vitórias consecutivas por nocaute ou finalização, então, caso Edwards consiga frear Luque e chegar ao seu terceiro triunfo em sequência, ele vai se estabelecer como um dos principais nomes em ascensão em uma divisão rica em talento.

Brett Johns

Primeiro atleta galês a vencer no Ultimate, Johns já era considerado uma promessa antes de pisar no octógono, e provou por que em sua estreia, vencendo Kwan Ho Kwak de forma dominante em novembro e chegando à 12ª vitória seguida na carreira.

Com bom tamanho para o peso-galo e excelente lutando por cima, Johns conquistou vitórias sobre Walel Watson e Anthony Gutierrez enquanto lutava pelo Titan FC, e terá a oportunidade de chegar rapidamente aos rankings com mais algumas vitórias. Neste final de semana, ele enfrenta o perigoso Ian Entwistle, um especialista em chaves de perna de 30 anos de idade que nunca chegou ao segundo round em sua carreira.

Estilisticamente, este é um confronto complicado para Johns, que é melhor jogando no clinch e no solo, o que pode abrir brechas para Entwistle atacar suas pernas. Entretanto, se o galês conseguir se manter longe do perigo, tem potencial para levar a vitória e encurtar seu caminho ao Top 15.

Lina Lansberg

Após ser derrotada por Pannie Kianzad em sua estreia profissional, Lansberg somou seis vitórias consecutivas e foi chamada pelo UFC. Infelizmente para a sueca, sua primeira luta no octógono foi contra Cris Cyborg, que encerrou sua sequência positiva. O lado bom para Lina é que ela durou mais que as quatro adversárias anteriores da brasileira, e se tornou apenas a segunda lutadora nos últimos cinco anos a chegar no segundo round contra Cyborg.

Neste final de semana, ela faz sua segunda aparição no octógono e enfrenta um nome familiar. Escalada originalmente para encarar Veronica Macedo, Lansberg vai na verdade medir forças com Lucie Pudilova, uma adversária que ela já derrotou em novembro de 2015.

A derrota ainda é a única no cartel da estreante tcheca, e ela já somou três vitórias desde então. Portanto, a oportunidade de uma revanche com Lina no maior palco do esporte vai certamente trazer o melhor de Pudilova no sábado, apesar de ter aceitado o duelo com pouca antecedêcia. Dito isso, Lansberg, de 34 anos, tem ao seu lado o fato de ter feito uma preparação completa na segunda tentativa de conqusitar sua primeira vitória no Ultimate. Desta vez, ela não estará enfrentando uma demolidora implacável em seu país natal.

Midia

Recente
Atletas fazem a luta principal do UFC Oklahoma, neste domingo, mas já estão se provocando há um bom tempo. Veja como tudo aconteceu.
22/06/2017
Relembre vitória por finalização de Michael Chiesa sobre Jim Miller, em 2015. Chiesa volta ao octógono no próximo domingo (25) para enfrentar Kevin Lee na luta principal do UFC Oklahoma.
16/06/2017
Relembre vitória por decisão unânime de Kevin Lee sobre James Moontasri no UFC San Diego, em 2015. Lee volta ao octógono no próximo domingo (25) para enfrentar Michael Chiesa na luta principal do UFC Oklahoma.
17/06/2017
Brasileira enfrentará Megan Anderson pelo cinturão linear da categoria feminina dos penas no UFC 214, dia 29 de junho, em Anaheim, nos Estados Unidos
19/06/2017