Raio-X: Khabib x McGregor

Confira os números da vitória do campeão peso-leve no UFC 229

No duelo de estilos da luta principal do UFC 229, o campeão peso-leve Khabib Nurmagomedov conseguiu impor seu ritmo e usar seu grappling para superar Conor McGregor, finalizando o irlandês no quarto assalto e defendendo pela primeira vez seu cinturão. Aqui estão alguns detalhes de como isso aconteceu.

Mais UFC 229Khabib decola nos rankingsFatos para a história

Pressão inicial
Khabib sabia que se deixasse o irlandês à vontade no primeiro assalto, sofreria um grande risco de ser nocauteado. Por isso, imprimiu um ritmo forte logo de cara e passou 4m09s dos cinco minutos iniciais em controle posicional - ou seja, pressionando contra a grade, dominando no clinch ou por cima no solo. Assim, ele permitiu a McGregor conectar apenas 6 golpes significativos em todo o primeiro assalto. Apesar de ter conectado pouco mais, somente 7, conseguiu, dessa forma, minimizar os riscos no início do combate.

Fator surpresa
Conor McGregor já não costuma lutar com a guarda alta e isso não seria diferente contra Khabib, mas o fato de o irlandês ter uma preocupação extra com as entradas de queda do russo fizeram com que ele fosse pego de surpresa pelo forte cruzado de direita do campeão que o levou ao solo no início do segundo round. O knockdown facilitou a vida de Nurmagomedov, que aproveitou a oportunidade para levar a luta para o chão e permanecer em posição de vantagem durante 4m24s daquele assalto.

Desta vez, o russo foi mais agressivo, aproveitando a ocasião para conectar 36 golpes significativos, mais de metade dos 70 conectados por ele durante todo o combate.

O primeiro round perdido por Khabib
Quando parecia que McGregor não teria mais condições de reagir, o irlandês fez um terceiro round sólido, do qual saiu vencedor na pontuação parcial de todos os jurados do duelo. Este possivelmente foi o primeiro round perdido por Nurmagomedov durante toda sua trajetória de 11 lutas no Ultimate. A diferença principal foi que Conor conseguiu passar os 5 minutos em pé, frustrando as 3 tentativas de queda de Nurmagomedov no round e, mostrando sua superioridade técnica na trocação, conectou 34 golpes significativos, mais de metade dos 51 que aplicou durante todo o duelo.

O fatídico “esgana galo”
Sem querer dar brechas novamente, Khabib foi preciso na primeira e única entrada de queda que aplicou no quarto round, colocou Conor no chão pela 3ª vez, transitou para as costas do irlandês e, aos 3m03s, deu números finais ao duelo com um estrangulamento justo que apertou o queixo do “Notório”, obrigando-o a dar os três tapinhas.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube

Watch Past Fights

Sábado, Dezembro 15
Milwaukee, Wisconsin

Midia

Recente
O campeão Max Holloway enfrenta o poderoso desafiante Brian Ortega no UFC 231, neste sábado (8). Relembra os principais momentos das estrelas da luta principal do UFC 231, no Canadá.
06/12/2018
A Joanna Jedrzejczyk conquistou o título peso-palha nocauteando Carla Esparza. Neste sábado (8), ela enfrenta Valentinha Shevchenko para tentar ser campeã peso-mosca.
05/12/2018
Relembre quando Max Holloway venceu José Aldo e tornou-se campeão do Ultimate. Ele enfrenta o invicto Brian Ortega no UFC 231, neste sábado (8).
05/12/2018
Em 2012, o então campeão peso pesado do UFC, Júnior dos Santos, levou um menino de 9 anos de idade de uma favela perto de onde morava em Salvador para Las Vegas, em uma aventura inesquecível.
01/12/2018