Ronda enxerga lado positivo em derrota: "Melhor coisa que me aconteceu"

Ex-campeã peso-galo falou sobre aprendizado após perda do cinturão

A primeira derrota na carreira pode ser difícil de digerir, especialmente se ela também lhe custa um cinturão do UFC. Ronda Rousey certamente não gostou de ser nocauteada por Holly Holm no UFC 193, em novembro, mas a ex-campeã peso-galo aprendeu a lidar com o revés.

Assine o Combate | O canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC 

Em uma palestra promovida pela Reebok, Ronda falou sobre a derrota e as lições que tirou dela.

“Um revés não é o fim do mundo, apenas o início de uma lição. Aquilo teve que acontecer para que eu aprendesse certas coisas. Não é sobre ser completamente infalível, é sobre evoluir, e não há espaço para evolução quando se é perfeito”, disse a lutadora, “Acredito que as coisas aconteçam por um motivo. Em dois, cinco, dez anos, veremos que essa foi a melhor coisa que já aconteceu comigo”.

Watch Past Fights

Midia

Recente
Relembre vitória por decisão unânime de Valentina Shevchenko sobre Holly Holm no UFC Chicago, em 2016. Shevchenko volta ao octógono no dia 8 de julho para enfrentar a campeã Amanda Nunes na luta principal do UFC 213.
28/06/2017
Amanda Nunes finalizou Miesha Teta no 1º round do UFC 200, em 2016, e se tornou campeã do peso-galo feminino. A brasileira defende o cinturão contra Valentina Shevchenko no dia 8 de julho, na luta principal do UFC 213.
28/06/2017
Relembre o 1º duelo entre Amanda Nunes e Valentina Shevchenko, que terminou com vitória por decisão unânime da brasileira no UFC 196. Agora campeã do peso-galo feminino, Amanda reencontra Shevchenko na luta principal do UFC 213, em 8 de julho.
28/06/2017
Urijah Faber elege a disputa contra Jens Pulver no WEC 34 como a mais marcante de sua carreira. Relembre!