Rosi Sexton: A mais casca-grossa das PhDs

"É a juventude versus a experiência nesta luta, eu acho. Eu me considero uma das mulheres da geração original do MMA feminino." - Rosi Sexton
Peso galo do UFC - Rosi SextonFacilmente, Rosi Sexton 13-3, é a osteopata e dona de um doutorado em ciências da computação teóricas mais casca grossa que conhecemos. Ela competia na categoria mosca, mas como o não possui esta divisão, ela estreou na categoria de cima. “Sou na verdade bem forte para o meu tamanho,” diz Rosi com 1,70, que anda na categoria no limite de peso. Como uma mulher equivalente ao ex-campeão peso leve do UFC Frankie Edgar, “The Surgeon” acredita que não cortar peso ajuda a impor o ritmo contra suas oponentes maiores. Com uma luta e dois camps, Rosi se sente bem com 61kg e espera se apresentar melhor nesta luta em Manchester no UFC Fight Night: Machida x Munoz.

“Indo para esta luta me sinto mais confortável do que da última vez”, conta Sexton. “Acredito que você vá me ver melhor como peso galo do que da última vez. Tive mais tempo para trabalhar força e condicionamento físico para realmente consolidar o peso que ganhei para a última luta. Me sinto mais afiada neste peso. Quando ganhei alguns kilos me senti mais devagar, um pouco lenta, não como antes. Agora estou voltando. Estou maior, mais forte, e ficando mais afiada de novo. Estou muito empolgada para mostrar o que posso fazer nesta categoria de peso.”

A próxima para Rosi é um show em sua casa neste sábado contra a brasileira Jessica “Bate Estaca” Andrade. Jessica com 22 anos e um cartel profissional de 9-3, é uma empolgante finalizadora com todas as suas vitórias vindo por nocaute (4) ou finalização (5). A lutadora do Paraná Vale Tudo fez sua estreia no UFC contra Liz Carmouche em Julho. Mesmo tendo sido derrotada por Liz, Jéssica mostrou espírito de guerreira na dura competição, o que funcionou para ela e chamou a atenção do UFC.

“A primeira coisa que notei sobre ela é como ela é jovem”, ri Sexton. “Eu treino artes marciais desde antes da Jessica nascer, o que é interessante. Fiz minha primeira luta profissional quando ela estava no colégio, (risadas). É a juventude versus a experiência nesta luta, eu acho. Eu me considero uma das mulheres da geração original do MMA feminino. Estou no esporte desde que o MMA feminino existe, em termos de estilo, ela tem um bom grappling, uma trocação poderosa também. Acredito que ela, com certeza tenha, as ferramentas para ser uma ameaça. Ela é perigosa. Terei que trazer meu melhor jogo. Acho que sou superior em tudo. Tenho mais experiência, minha técnica é mais afiada, e acho que isto vai ser o fator decisivo.”

Na sua preparação contra Jessica, Rosi está treinando perto de Liverpool na Next Generation. Continuando com a fórmula que a trouxe aqui, ela tem treinado com o mesmo time nas últimas quatro lutas. Invicta no amador, ela viveu e treinou com  Laura Howarth que está na temporada atual do The Ultimate Fighter. Lembrada como uma lutadora de Jiu jitsu por causa de suas sete finalizações e faixa preta da Jiu Jitsu Foundation, Rosi trabalhou seu grappling por anos para se tornar mais focada em força e controle.

“Acho que nos dias de hoje, me considero mais uma wrestler”, ela diz. “Acho que parte tem a ver com a academia que treino porque eles tem uma base forte no wrestling. É algo que trabalhei muito nos últimos anos. Se você olhar para o jeito que luto, tem mais quedas, posições por cima e ground and pound, mais do que um jogo de finalização.”

Em 26 de outubro no UFC Fight Night em Manchester, as mulheres irão guerrear  quando Jessica Andrade e Rosi Sexton colidirem em um esforço para conseguirem sua primeira vitória dentro do Octógono. “Se você comparar nossos estilos, você verá muita agressão”, diz Rosi, que é até agora, a pessoa mais inteligente que os fãs do UFC já viram calçar luvas e trocar socos, e ela espera fazer isso de novo em sua cidade natal. “Acho que você verá uma luta com ritmo rápido, acho que será muito competitiva. Mas me vejo saindo por cima e vencendo.”

E ela deveria saber, porque ela é uma doutora.





Watch Past Fights

Midia

Recente
Brasileiro tentará recuperar o cinturão dos galos dia 30 de agosto, em Sacramento (Estados Unidos). O americano foi o primeiro a derrotá-lo após quase dez anos de invencibilidade.
28/07/2014
Além de técnica, muito treinamento e disposição, os lutadores do UFC ou uma enorme parte deles, também possuem os mais peculiares apelidos.
28/07/2114
Light heavyweight prospect Ryan "Darth" Bader uses his movement and speed as he takes on hard-hitting Rampage Jackson at UFC 144. Watch Bader go up against Ovince Saint Preux at UFC Fight Night Bangor.
28/07/2014
Veja os melhores momentos da vitória de Lawler sobre Brown no UFC Fight Night San Jose.
28/07/2014