Dez Melhores: As "importações" de 2013

A temporada de premiações extra-oficiais começa com as melhores importações de 2013...
Campeã peso galo do UFC - Ronda RouseyQuando o Strikeforce fechou suas portas depois do último show em janeiro, os fãs de luta baixaram a cabeça em respeito a organização, mas a levantaram logo em seguida, quando perceberam que os principais nomes da organização foram para o UFC. E quando você olhar à lista abaixo. Você verá que tipo de impacto eles tiveram em sua nova casa.


10 - Yoel Romero
Membro do time cubano de wrestling estilo livre nas olimpíadas, Yoel Romero e sua única luta no Strikeforce resultou em uma derrota para Rafael “Feijão” Cavalcante. Mas quando o “Soldier of God” migrou para o Octógono, ele queria ser um lutador diferente em sua nova categoria de peso – médio – quando nocauteou Clifford Starks e Ronny Markes de forma devastadora.

9 – Amanda Nunes
Outra lutadora que não empolgou muito no Strikeforce foi a brasileira Amanda Nunes, que estava com 1-1 na organização em 2011.  Mas quando a desacorrentaram na divisão galo do UFC, Amanda mostrou a ferocidade que lhe rendeu elogios pelos anos, precisando menos de um round para nocautear nomes como Sheila Gaff e Germaine de Randaime em 2013.

8 – Alexis Davis
Com somente uma derrota (em um clássico contra Sarah Kaufman) desde 2010, o lugar de Alexis Davis entre as melhores da categoria já havia sido estabelecido. Mas para cimentar seu lugar, Alexis conseguiu três vitórias em 2013 uma no Invicta sobre a lutadora do The Ultimate Fighter 18 Shayna Baszler, e duas no UFC sobre  Rosi Sexton e Liz Carmouche.

7 – Tim Kennedy
Competidor médio de longa data, Tim Kennedy fechou seu show no Strikeforce em janeiro com uma vitória por finalização em cima de Trevor Smith. Mas enquanto sua vitória por decisão apertada sobre Roger Gracie teve pouco brilho, a luta seguinte com certeza causou impacto na divisão quando o veterano do exército americano nocauteou Rafael Natal  em frente as tropas de Kennedy em Kentucky. 

6 – Bobby Green
Depois de uma derrota em 2011 para Gesias Cavalcante, o californiano peso leve Bobby Green silenciosamente construiu uma sequência de quatro vitórias no Strikeforce, ganhando uma ligação do UFC. Mas “King” não estava disposto a fazer pouco barulho quando chegou ao Octógono, ganhando o prêmio de Finalização da Noite em cima de Jacob Volkmann em fevereiro e depois emplacando um nocaute técnico sobre James Krause e vencendo Pat Healy por decisão para finalizar com 3-0 o ano.

5 - Tyron Woodley
Uma das importações mais elogiadas a chegar ao Octógono em 2013, Tyron Woodley não desapontou, precisando de apenas 36 segundos para despachar Jay Hieron em junho, e enquanto uma derrota por decisão controversa para Jake Shields desacelerou a boa fase, ele recuperou tudo de volta – e mais – com seu Nocaute da Noite sobre Josh Koscheck em novembro. 

4 - Gilbert Melendez
Campeão de longa data nos pesos leves do Strikeforce, Gilbert Melendez poderia estar no topo da lista se não fosse por sua derrota pelo cinturão contra Benson Henderson em abril. Mas seus esforços naquela luta e seu premio de Luta da Noite na vitória diante de Diego Sanchez em outubro deixou claro que “El Nino” pertence entre os melhores até 70 kg do planeta.

3 - Ronaldo Souza
Outro ex-campeão do Strikeforce, Ronaldo “Jacare” Souza, sempre foi um lutador de dar medo no chão. Mas quando ele começou a adicionar nocautes ao seu cartel, ele começou a dar ainda mais medo. Em 2013 ele mostrou todos os aspectos de seu jogo, finalizando  Ed Herman no Strikeforce em janeiro e Chris Camozzi em sua estreia no UFC em maio,  e em setembro, ele fechou o ano com uma vitória por nocaute técnico sobre Yushin Okami. Pesos médios do UFC, cuidado. 
 
2 - Daniel Cormier
Daniel Cormier fez seu nome primeiro como wrestling olímpico, e então como vencedor do GP do Strikeforce. Mas no UFC ele elevou as coisas, vencendo Frank Mir e Roy Nelson de forma dominante, antes de anunciar que em 2014 ele tentará a sorte nos 93 kg, começando com Rashad Evans em fevereiro.

1 - Ronda Rousey
Dentro e fora do Octógono, a primeira mulher a segurar o título do UFC teve um impacto que realmente não se pode quantificar. É suficiente dizer que quando Ronda Rousey está no card, o mundo estará assistindo. Em fevereiro, Ronda fez sua estreia com uma finalização sobre Liz Carmouche, e depois de ser a treinadora do The Ultimate Fighter 18 contra Miesha Tate, ela finalizou a rivalidade com Miesha no UFC 168 em dezembro com uma vitória que lhe rendeu o prêmio de Finalização da Noite.

Menções honrosas  – Adlan Amagov, Liz Carmouche, Jorge Masvidal, Ovince St.Preux, Miesha Tate.



 

Midia

Recente
Assista a sessão de perguntas&respostas do UFC Fight Club com os pesos médiosLuke Rockhold e Cung Le, ao vivo na sexta, 25 de julho, às 18h.
18/07/2014
Recuperado de fratura na perna esquerda, ex-campeão dos médios melhora movimentação, esquivas e golpes em treino de pugilismo.
23/07/2014
Competidor meio-médio do UFC, Matt Brown enfrenta Robbie Lawler no UFC Fight Night San Jose no que promete ser uma batalha épica pela posição de desafiante contra o atual campeão Johny Hendricks.
22/07/2014
O peso leve Daron Cruickshank fala de fantasmas, a vida como cheerleader e os outros esportes que praticou. The Detroit Superstar enfrenta o No. 14 Jorge Masvidal no Fight Night: Lawler vs. Brown.
22/07/2014