Dez Melhores - As Surpresas do Ano de 2012

As premiações extra-oficiais da temporada 2012 continuam com as maiores surpresas do ano...
<a href='../event/UFC-Silva-vs-Irvin'>UFC </a>149 - Boetsch vs. Lombard
Uma das qualidades mais atraentes das artes marciais é que em qualquer noite, um azarão pode dar o bote e derrubar o adversário favorito. 2012, como todos os anos, foi repleto dessas reviravoltas, e aqui está a lista extra-oficial das dez melhores.  
  
10 - Steven Siler bate Cole Miller por decisão - UFC: Alves vs. Kampmann  
Steven Siler já havia derrotado um irmão Miller, despachando Micah na temporada 14 do The Ultimate Fighter, mas ao encarar o irmão mais velho Cole, em março, a tarefa era completamente diferente. Porém Siler não se encolheu, estragando a estreia de Miller no peso pena com uma vitória por decisão competitiva, mas unânime.  
  
9 - James Head bate Brian Ebersole  por decisão - UFC 149  
Com 12 anos de sucesso nas ligas menores, Brian Ebersole rapidamente caiu nas graças dos fãs do UFC pela sua personalidade envolvente, estilo de luta pouco ortodoxo, e disposição para enfrentar quem estivesse chegando. O que resultou em quatro vitórias seguidas no UFC, que estendeu sua série de quase quatro anos ganhando para 11. Mas quando Ebersole bateu TJ Waldburger TJ em junho e menos de um mês depois aceitou um trabalho de última hora contra James Head, foi como se o "Bad Boy" tivesse cutucado a onça com vara curta mais de uma vez em curto espaço de tempo. O subestimado e imprevisível Head decifrou Ebersole tempo suficiente para levar para casa uma vitória por decisão dividida no UFC 149, em Calgary.  
  
8 - Matt Brown nocauteou Mike Swick - UFC: Henderson vs. Diaz
Matt Brown estava tendo um daqueles anos quando recebeu o convite para enfrentar Mike Swick em Seattle, em 8 de dezembro. Retornando de um período em que perdeu quatro de cinco em 2010-11, "The Immortal" tinha dado a volta por cima com três vitórias consecutivas em 2012, e ele esperava participar de uma luta da batalha noite com Swick, que voltou à ativa em agosto, com um nocaute sobre DaMarques Johnson. No entanto, enquanto Swick entrava como favorito, Brown dominou desde o início até terminar com um nocaute enfático no segundo assalto, encerrando o ano com um 4-0.  
  
7 - Tim Boetsch bateu Yushin Okami por TKO - UFC 144  
Um dos pesos médios tops no planeta, Yushin Okami estava no caminho certo nos 10 primeiros minutos de sua luta no UFC 144 com Tim Boetsch, em fevereiro. O ultra-resistente "Bárbaro" sofreu nas mãos do ex-desafiante número #1, e as chances de voltar a ganhar a luta não eram muito consideradas, indo para o terceiro round. Mas então Boetsch fez o que muitos lutadores falam, mas poucos fazem: ele jogou toda a cautela ao vento e foi atrás de Okami em um último esforço para mudar as coisas. E, notavelmente, deu certo! Ele parou o seu adversário menos de um minuto para o final. Não foi apenas uma das maiores surpresas do ano, mas uma das maiores reviravoltas de todos os tempos.  
  
6 - CB Dollaway bateu Jason Miller por decisão - UFC 146  
Quando Jason "Mayhem" Miller retornou ao UFC em 2011, ele recebeu o impulso da organização que o marcou como um dos tops até 84 quilos. Mas depois que sua passagem como treinador no The Ultimate Fighter terminou com uma triste derrota contra Michael Bisping, a sua imagem precisava de alguma reabilitação. Entrando nessa CB Dollaway, finalista do TUF que caiu em alguns momentos difíceis, perdendo lutas por nocaute para Mark Munoz e Jared Hamman. Ela deveria ter sido a luta perfeita para "Mayhem", e mesmo ele abalando "The Doberman" algumas vezes na luta do UFC 146, foi Dollaway que controlou as coisas com seu wrestling, selando o encontro após três assaltos com uma vitória por decisão unânime, que encerrou a corrida de Miller no Octógono.  
  
5 - Ricardo Lamas bateu Hatsu Hioki por decisão - UFC: Maynard vs. Guida
Ricardo Lamas não gosta de falar. E no MMA, ou em qualquer outro esporte, quando você não fala, você pode passar despercebido. Esse foi o caso quando ele entrou na luta de junho com Hatsu Hioki do Japão, um competidor de elite nos penas que poderia ter tido uma chance diante do campeão José Aldo, mas optou por construir sua imagem no Octógono. Esse acabou sendo um erro tático, Lamas reacendeu seu apelido de "The Bully" e fez uma luta duríssima, mas dominou Hioki por três rounds a caminho de uma vitória por decisão unânime que sacudiu a divisão até 66 quilos.  
  
4 - Matt Wiman finalizou Paul Sass - UFC: Struve vs. Miocic
Matt Wiman tem sido um dos lutadores mais subestimados do UFC durante anos, tão subestimado que quando ele foi enviado à Inglaterra em setembro, para enfrentar o astro em ascensão e herói da cidade Paul Sass, muitos esperavam que ele fosse uma vítima das finalizações quase inevitáveis de Sass. Porém Wiman não se preocupou com isso, não apenas vencendo Sass, mas impondo a primeira derrota profissional do britânico, e ainda por cima finalizando. Mais uma importante vitória para um lutador que não teme enfrentar ninguém em nenhum lugar.  
  
3 - Jamie Varner bateu Edson Barboza por TKO - UFC 146  
Jamie Varner provavelmente será o primeiro a admitir que quando ele usava o cinturão de campeão leve do WEC, ele foi uma figura de pouco destaque entre os fãs de luta. Mas depois de experimentar alguns momentos difíceis, que incluíram não ser convidado para o UFC quando a promoção e o WEC se fundiram, ele se tornou mais real e mais humano para um público que sempre torce por uma história de superação. Mas praticamente ninguém esperava que essa história fosse incluir um TKO no primeiro round sobre o invicto Edson Barboza, que estava saindo do "Nocaute do Ano" sobre Terry Etim. Mas Varner ditou o ritmo em sua primeira luta no UFC desde 2007, deixando claro que, desta vez, ele planeja ficar um tempo.  
  
2 - Ryan Bader bateu Quinton Jackson por decisão - UFC 144  
Em julho de 2011, a carreira de Ryan Bader atingiu o seu ponto mais baixo. Claro, ele tinha perdido sua primeira luta profissional contra Jon Jones cinco meses antes, mas foi para Jon Jones, que em breve seria o campeão mundial dos meio-pesados. Porém, perder para Tito Ortiz era inaceitável. Sim, Ortiz era um ex-campeão meio-pesado e futuro membro Hall da Fama, mas neste momento de sua carreira, ele não vencia desde 2006, e seu corpo dava sinais da exigência do esporte. Então, quando o vencedor do TUF 9 foi finalizado por Ortiz, isso poderia ter sido um gigantesco passado para trás na carreira de Bader. Mas o wrestler do Arizona é feito de um material mais resistente do que isso, e depois da recuperação com um nocaute de 77 segundos sobre Jason Brilz, no UFC 139, ele encarou outro ex-campeão, Rampage Jackson, no UFC 144, em fevereiro. A luta servia como um retorno triunfal ao Japão para Jackson, um ex-astro do PRIDE, mas Bader não estava lá para isso, não desta vez. Ele não seria alguém que entraria na parte de melhores momentos do adversário, e mesmo não finalizando Jackson, quando os 15 minutos acabaram, não havia dúvida de quem era o vencedor. Ryan Bader estava de volta.  
  
1 - Tim Boetsch bateu Hector Lombard por decisão - UFC 149  
Você pode pensar que é forçar a barra ao incluir Tim Boetsch mais de uma vez na lista, mas não é. É que com apenas duas vitórias no peso médio, ele bateu o ex-desafiante ao cinturão (Yushin Okami) e o astro internacional que tinha 24-0-1 nas últimas 15 lutas (Hector Lombard). Isso parecia ser um pouco demais para "The Barbarian" lidar, mas não foi, e depois virar a luta sobre Okami, em fevereiro, Boetsch se empenhou para levar a decisão dividida sobre Lombard, que pode não ter sido tão espetacular quanto o nocaute diante de Okami, mas foi uma vitória, e Boetsch vai levá-la, bem como a surpresa de 2012.  
  
Menção Honrosa: Derek Brunson-Chris Leben, Costa Philippou-Tim Boetsch, TJ Grant-Evan Dunham, Cung Le-Rich Franklin, Darren Elkins-Diego Brandão, Carlos Condit-Nick Diaz, Eddie Wineland-Scott Jorgensen, Andrew Craig-Kyle Noke, Jon Fitch-Erick Silva, Michael McDonald-Miguel Angel Torres  
  
Vencedores anteriores  
  
2011 - Ortiz-Bader  
2010 - Edgar-Penn I  
2009 - Thiago-Koscheck  
2008 - Mir-I Nogueira  
2007 - Serra-St-Pierre I  

Midia

Recente
Cub Swanson e Frankie Edgar ficam frente a frente pela última vez antes de protagonizarem o UFC Fight Night deste sábado, no canal Combate. Assine o Canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014
Pesagem do Fight Night Austin no The Frank Erwin Center em 21 de novembro, 2014 em Austin, Texas. (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
21/11/2014
Assista à pesagem oficial do UFC Fight Night: Edgar vs. Swanson.
13/11/2014
Cinco dos competidores do UFC Austin, Roger Narvaez, James Vick, Josh Copeland, Nick Hein e Jared Rosholt, contam as histórias por trás de seus peculiares apelidos. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014