Dez Melhores - As Lutas Européias na História do UFC

Quais foram as 10 melhores lutas nos cartões europeus do UFC?
Wiman vs. Thiago TavaresBarao-McDonald promete ser um confronto explosivo, e se fizer jus às expectativas, pode ganhar um lugar na lista das 10 melhores lutas de cards europeus do UFC.   

10 - Rich Franklin bateu Wanderlei Silva por decisão - UFC 99 (2009, Colônia, Alemanha) 
Quando foi anunciado que a luta principal da primeira incursão do UFC na Alemanha seria entre o ex-campeão dos médios do UFC Rich Franklin contra o ex-campeão do PRIDE Wanderlei Silva, você sabia que as coisas estavam indo muito bem no Lanxess Arena, em Colônia, e nem "Ace" ou "The Axe Murderer" desapontaram durante os três rounds. Cheio de ação contínua que foi marcada por explosões periódicas de ataques avassaladores de Wand, Franklin levou por decisão unânime, mas apertada, onde seu estilo mais disciplinado abriu o caminho para a vitória. "Ele me balançou no segundo assalto, mas na maior parte, realmente me mantive longe dessas trocas", disse Franklin. "Não insisti nos socos - usei duas ou três combinações, encurtei e fiquei usando a distância, usei muito trabalho de pernas, e tentei fazer o meu melhor para não ficar lá e trocar socos. Mantive a movimentação e a minha estratégia por 15 minutos, e não foi tão ruim."     

Assista a luta inteira aqui 

9 - Marcus Davis finalizou Paul Taylor no R1 - UFC 75 (2007, Londres, Inglaterra)  
Nós não poderíamos ter uma lista de todos os cards Europeus sem pelo menos uma luta de "The Irish Granade", da Nova Inglaterra, Marcus Davis, que lutou sete vezes consecutivas na Europa no auge de sua carreira no UFC. E esta foi um curta, mas memorável, onde Davis foi derrubado logo no começo por um chute na cabeça, apenas para mostrar suas habilidades subestimadas nas finalizações e terminar com a luta. Após duelo, que deu à Davis os prêmios de “Finalização e Luta da Noite”, ele declarou que estava disposto a fazer qualquer coisa para manter os fãs satisfeitos. "Se tenho que tomar outro chute pescoço para levar as pessoas a pular de seus assentos, é o que vou fazer", disse Davis. "Se tenho que aprender a fazer um gogoplata voador ou algo louco, é isso que vou aprender. Farei o que tenho que fazer para me tornar melhor e melhor e melhor."     

Assista a luta inteira aqui     

8 - Antoni Hardonk nocauteou Eddie Sanchez no R2 - UFC 85 (2008, Londres, Inglaterra)  
Esta batalha peso pesado entre Antoni Hardonk e Eddie Sanchez não teve muita atenção, antes ou após a luta, e isso é uma pena, porque foi um combate muito interessante com muitos golpes desferidos. Adicione a essa batalha de gigantes a declaração de Hardonk sobre o triunfo, que iria colocar o mesmo em uma cápsula do tempo para que as pessoas saibam qual era sua definição como lutador. "Uma luta que penso muito a respeito foi aquela em Londres, no UFC 85", disse Hardonk. "Eu lutei com Eddie Sanchez e eu fiquei realmente machucado nessa luta. Em um ponto, ele me acertou bem nos olhos e quebrou meu osso orbital. Eu estava tonto, caí no chão, e ele pulou em cima de mim para terminar a luta, mas usei minhas habilidades básicas para sobreviver e dar a volta por cima. Depois disso e o nocauteei. Essa foi definitivamente uma das lutas que penso muito, porque superei a mim mesmo. Existem alguns caras que são extremamente talentosos. Eles têm talento físico, eles são super rápidos, eles são fortes, e às vezes têm grande técnica. Mas é fácil ser casca-grossa ou parecer grande quando as coisas estão do seu jeito. Mas é difícil parecer durão e fazer uma grande luta quando você está sendo dominado. É completamente diferente."    

7 - Paul Kelly bateu Paul Taylor por decisão - UFC 80 (2008, Newcastle, Inglaterra)  
Se você viu essa, você vai saber por que ela está aqui. Se não, aqui está o que eu escrevi ao listar a batalha entre os ingleses Paul Taylor e Paul Kelly na lista de melhores lutas de 2008: Nada como um pouco de rivalidade local para apimentar as coisas, e quando os meio-médios britânicos Paul Kelly e Paul Taylor se encontraram, eles estavam lutando como se o destino da própria Inglaterra estivesse em jogo. Pontuado por uma seqüência de abertura de 30 segundos que viu ambos em pé e trocando socos na curta distância, a luta foi acelerada por toda parte, com os dois strikers trocando mesmo na luta de solo. No decorrer da luta, Kelly, maior e mais forte, levava vantagem, mas Taylor, apesar de estar cortado e dominado, nunca deixou de lutar, quase conseguindo uma kimura no segundo assalto e ainda desferindo socos e chutes suficientes para manter Kelly sempre em alerta. Porém, no final, foi Kelly que levou por decisão unânime em uma estréia memorável no Octógono.

Assista a luta inteira aqui  

6 - Matt Wiman nocauteou Thiago Tavares no R2 - UFC 85 (2008, Londres, Inglaterra)  
Parte preliminar de um grande card do UFC 85 que incluiu nomes como Matt Hughes, Thiago “Pitbull” Alves, Michael Bisping, Mike Swick, Davis, Nate Marquardt, Fabrício Werdum, e Brandon Vera, Matt Wiman e Thiago Tavares subiram para o topo da lista para ganhar as honras de Luta da Noite” na O2 Arena, com uma emocionante luta lá e cá que viu uma variedade estonteante de tentativas de  finalização dos dois, um pouco de trocação e, finalmente, um enfático nocaute de Wiman, que com seu casamento uma semana depois. Tudo o que você poderia querer em uma batalha de MMA estava alá, e os lutadores mostraram do que o esporte é capaz, quando bem feito.    

Assista a luta inteira aqui
    

5 - Renan Barão finalizou Brad Pickett no R1 - UFC 138 (2011, Birmingham, Inglaterra)  
Essa não durou muito tempo - apenas quatro minutos e nove segundos – mas foi pura fúria, você não poderia fazer muito melhor do que a batalha entre galo Renan Barão do Brasil e Brad Pickett da Inglaterra. A partir do som do sino para abrir a luta, os dois entraram com tudo como inimigos ferrenhos, com Barão eventualmente sendo superior na trocação e terminando por finalização, mata-leão.     

Assista a luta inteira aqui     

4 - Ian Freeman venceu Frank Mir por TKO, no R1 - UFC 38 (2002, Londres, Inglaterra)  
O primeiro card do UFC na Europa pode ter sido encabeçado pelo título meio-médio entre Matt Hughes e Carlos Newton, mas foi o herói local Ian Freema, que roubou a cena ao despachar o jovem até então invicto Frank por TKO no primeiro round. O que fez a vitória ainda mais comovente foi a que "The Machine" venceu sem saber que seu pai, gravemente doente, faleceu pouco antes da luta, notícia que ele descobriu após a maior vitória de sua carreira.     

3 - Quinton Jackson bateu Dan Henderson por decisão - UFC 75 (2007, Londres, Inglaterra) 
Por razões históricas, por si só, esta primeira luta de unificação entre um campeão do UFC (Quinton Jackson) e um campeão do PRIDE (Dan Henderson), provavelmente, garante um lugar aqui. Mas a posição foi assegurada após esses dois veteranos do meio-pesado darem tudo de si durante cinco rounds, onde Jackson finalmente emergiu vitorioso por decisão unânime.    

Assista a luta inteira aqui        

2 - Michael Bisping bateu Denis Kang por TKO, no R2 - UFC 105 (2009, Manchester, Inglaterra) 
  Embora possa ser exagerado dizer que a carreira de Michael Bisping estava em jogo quando ele enfrentou o veterano Denis Kang, no UFC 105, em Manchester, depois de sua derrota por nocaute no UFC 100 para Dan Henderson, uma segunda derrota não teria efeito favorável algum para "The Count". E depois de um primeiro assalto forte, Kang estava no controle e, aparentemente, no caminho para a vitória, mas no segundo, Bisping fez seus ajustes, tomou as rédeas e acabou com Kang. O orgulho do Reino Unido no MMA estava de volta e de forma espetacular.     

Assista a luta inteira aqui     

1 - Tyson Griffin bateu Clay Guida por decisão - UFC 72 (2007, Belfast, Irlanda do Norte) 
"Fiquei realmente surpreso ao ouvir vaias antes de eu e Tyson entrarmos no ‘in-fight’, nos primeiros 10 ou 12 segundos", disse Clay Guida dos momentos iniciais de sua luta no UFC 72 contra Tyson Griffin. "Então começamos desferir socos e a coisa explodiu do lado de fora." Foi uma bela explosão quando Guida e Griffin lutaram com unhas e dentes por três rounds em uma “Luta na Noite” no card de Belfast, e a melhor de 2007 para muitos fãs e especialistas. E mesmo com Griffin levando por decisão dividida, não houve perdedores, os pesos leves mostraram a intensidade e técnica do MMA, principalmente no solo, onde se desenrolou boa parte da luta de 15 minutos.    

Assista a luta inteira aqui 

Midia

Recente
Perdeu a joelhada de Fabrício Werdum em Mark Hunt? Confira alguns dos golpes mais bonitos do evento que deu o cinturão interinos dos pesados ao brasileiro. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
26/11/2014
O repórter Matt Parrino, do UFC.com, e o ex-lutador Forrest Griffin falam sobre a colocação do brasileiro no ranking, comentam a vitória de Frankie Edgar e respondem os fãs. Confira o Ranking Completo - www.ufc.com.br/rankings
25/11/2014
O campeão Johny Hendricks enfrenta Robbie Lawler, nos meio-médios, e o campeão Anthony Pettis luta contra Gilbert Melendez, nos leves. O card do dia 6 de dezembro é um dos mais importantes de 2014. *Assine o Canal Combate - http://glo.bo/1kKhnP0
25/11/2014
O brasileiro volta ao octógono contra Stipe Miocic, na mesma noite em que Rafael dos Anjos enfrenta Nate Diaz. Não perca, dia 13 de dezembro, apenas no Canal Combate *Assine o Canal Combate - http://glo.bo/1kKhnP0
24/11/2014