"The Juggernaut" se prepara para destroçar seu caminho de volta à disputa

"Minha última luta foi tão perturbadora e frustrante que, de certa forma, fez com que tudo feito antes não importasse. Parecia que eu havia sido apagado. Agora sinto como se estivesse começando de novo." - Jake Ellenberger
UFC welterweight Jake Ellenberger
A emoção da vitória é o maior motivador para um atleta, porém existem momentos em que uma derrota inquietante pode alimentar o fogo da determinação para novos níveis. Esta é a posição em que o meio-médio do UFC Jake Ellenberger atualmente se encontra, e "The Juggernaut" está ansioso para retornar à coluna de vitórias.  
  
O nativo de Omaha batalhou seu caminho para o nível superior de sua divisão com a força, e conseguiu uma sequência de seis vitórias.  Depois de bater Diego Sanchez por decisão unânime, Ellenberger parecia estar no comando quando chegou perto de uma chance ao título. Mas o momento chegou a um impasse depois que ele sofreu uma derrota contra Martin Kampmann em junho.    
 
"Eu estou com mais fome do que nunca", disse Ellenberger. "Eu tive algum sucesso no início do UFC, mas esse último deslize na estrada só me fez perceber o quanto quero isso e o quanto quero ser bem sucedido. Minha última luta foi tão perturbadora e frustrante que, de certa forma, fez com que tudo feito antes não importasse. Parecia que eu havia sido apagado. Agora sinto como se estivesse começando de novo."    

Ao longo de sua carreira, o veterano  dos Fuzileiros Navais tem aprendido a se adaptar às mudanças que vêm nas luta. Embora originalmente programado para enfrentar o bad boy meio-médio Josh Koscheck, uma lesão obrigou o ex-desafiante a sair da luta e do UFC, colocando o veterano Jay Hieron para dentro.  
  
Então, os dois foram confirmados para lutar em Las Vegas, no UFC 151, mas o cancelamento do card empurrou a disputa para Minneapolis no UFC - Browne vs. Pezão. Vai ser uma revanche de uma luta anterior, sob a bandeira da extinta IFL. Nesse combate, Hieron saiu vitorioso por decisão unânime e entregou ao jovem Ellenberger a primeira derrota profissional. É um feito que ele planeja dar o troco    
"Eu gostaria de pensar que o nível da competição que venho enfrentando será um fator nessa luta, mas, ao mesmo tempo, realmente não posso dizer que será", disse Ellenberger. "Eu definitivamente já enfrentei melhores lutadores, mas ele ainda é um cara perigoso. Eu não posso ver além disso de forma alguma. Eu vi muitas lutas dele e houve algumas que foram decisões controversas, mas ele ainda se deu muito bem. Não posso ignorar isso.    

"É estranho como as coisas acontecem. Quando Jay foi assinou para a luta foi meio que uma surpresa para mim, mas nós não escolhemos com quem lutar. Neste nível todos são duros e não existem lutas fáceis. Jay é muito semelhante ao Koscheck em muitas maneiras. Ele é atlético, um bom wrestler e tem um striking impressionante. Ele é muito bom em todos os aspectos, mas meu foco é onde estou confiante. Preciso lutar com ele de novo e provar que sou o melhor. Ele é apenas mais um cara que eu tenho que enfrentar."  
 
Com um teste forte na frente dele, o foco de Ellenberger é afiado com laser. Ele entende os dividendos da vitória e as consequências da derrota. Mas, apesar das pressões que vêm ao lutar no mais alto nível do esporte, o que mais importa para Ellenberger é a sua capacidade de crescer como artista em artes marciais. É o que ele acredita que vai levá-lo ao seu objetivo final de um dia segurar o título.     

"Uma coisa que sempre me esforço para fazer é ser muito confiante em meus pontos fortes e no que sou bom. Sempre acreditei que poderia melhorar no que sou realmente bom, vai me manter bem sucedido. Eu ainda estou lutando por uma razão, que é para me tornar campeão do mundo. É isso. Se eu continuar a me concentrar em meus pontos fortes e usar mais disciplina, acredito que posso alcançar esse objetivo."     

Watch Past Fights

Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
Os jornalistas Davi Correia (UFC.com.br), Guilherme Cruz (MMAFighting) , e Ivan Raupp (Combate.com), conversam sobre o card principal do UFC 179, no Rio de Janeiro. O brasileiro é favorito, mas precisa tomar cuidado com o jogo de wrestling de Chad Mendes.
23/10/2014
Fotos da pesagem do UFC 179 no Ginásio do Maracanãzinho em 24 de outubro, 2014 no Rio de Janeiro (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
24/10/2014
Confira os melhores momentos dos lutadores na balança. O campeão José Aldo garantiu que vencerá Chad Mendes, nos penas. "Esse cinturão vai continuar no Brasil.
24/10/2014
Enquanto Aldo e Chad treinavam no Rio para o UFC 179, Conor McGregor desembarcava na cidade com a língua afiada. Na saída do aeroporto, pediu se o motorista não o levaria até a favela do José e mandou dizer que irá tomar o cinturão do brasileiro.
24/10/2014