GSP vs. Carlos Condit no UFC 137 – Diaz fora

Uma semana e tanto para o Ultimate Fighting Championship ficou mais agitada na tarde de quarta-feira, quando o presidente do UFC, Dana White, revelou na coletiva de imprensa em Las Vegas que o desafiante pelo título meio-médio do campeão do UFC, Georges St-Pierre, no dia 29 de outubro em Las Vegas não será o rei até 77kg do Strikeforce, Nick Diaz, mas sim o "The Natural Born Killer", Carlos Condit.      
      
A chocante notícia aconteceu depois que Diaz não apareceu na coletiva de imprensa em Toronto, na terça-feira, e fez a mesma coisa em Las Vegas. Depois de não retornar algumas ligações, White decidiu sacar o nativo de Stockton, Califórnia da luta principal do UFC 137.      
      
"Eu tive minhas ressalvas com o Nick Diaz", disse White. "Tudo o que pedi ao garoto era jogar o jogo. Eu preciso de você para fazer certas coisas. Você tem que aparecer na coletiva de imprensa, você tem que promover essa luta. Ele olhou para mim e disse que iria, e mentiu para mim. Eu já promovi mais de 1600 lutas e isso nunca aconteceu. Eu prefiro sacar a luta agora, a correr o risco dele não aparecer na noite do UFC 137".      
      
"Nick Diaz perdeu sua chance pelo título meio-médio do UFC, e Carlos Condit terá sua. Esse garoto absolutamente merece".      
      
Sem hesitar em entrar no lugar de Diaz, está outro desafiante digno - Condit - um ex-campeão meio-médio do WEC que vem se dando bem no UFC, vencendo quatro seguidas. Incluindo três nocautes consecutivos sobre Rory MacDonald, Dan Hardy, e Dong Hyun Kim. Aos 27 anos, vindo de Albuquerque, Condit já estava se preparando para um duelo com BJ Penn no UFC 137, quando veio o convite para substituir Diaz.      
      
St-Pierre, de Montreal, invicto em nove lutas desde 2007, quase não perdeu nenhum round nesse período, derrotando Penn, Matt Hughes, Matt Serra, Josh Koscheck, Jon Fitch, Thiago "Pitbull" Alves, Dan Hardy, e Jake Shields. Agora ele vai se preparar para enfrentar Condit no dia 29 de outubro.      
      
"Quando fui para Toronto e ele não, eu não o julguei de imediato", disse St-Pierre. "Achei que algo ruim tinha acontecido. Então conversei com algumas pessoas e é uma falta de profissionalismo. Existem três partes para promover uma luta - o UFC, eu e Nick Diaz. Eu apareci para fazer meu trabalho e o Nick Diaz não, e há conseqüências. Eu nunca teria feito algo assim".     
      
As notícias de quarta-feira vieram em uma semana em que o UFC anunciou os planos para o retorno da organização até o Japão em 2012, o contrato com Alistair Overeem, uma luta entre Brock Lesnar e Overeem em dezembro, Ben Henderson-Clay Guida em novembro, e Josh Koscheck  substituindo o contundido Diego Sanchez, no UFC 135 do dia 24 de setembro.      
      
Ainda não temos notícias sobre o futuro Diaz na organização ou de um novo adversário para Penn.    


Midia

Recente
Mark Hunt se tornou o primeiro lutador a nocautear Roy Nelson no Octógono. O atleta neozelandês analisa a luta e diz que espera lutar em quatro semanas no card em Sidney, Australia. Ative as legendas clicando em "cc".
20/09/2014
Miesha Tate derrotou a até então invicta japonesa Rin Nakai, por decisão unânime, e falou na entrevista pós-lutas que sua estratégia era usar a envergadura e ser agressiva. Ative as legendas clicando em "cc".
20/09/2014
Melhores momentos da coletiva de imprensa pós-lutas do Fight Night Japão.
20/09/2014
Assista à coletiva de imprensa pós-lutas ao vivo na sequência do evento.
15/09/2014