UFC 157: Ronda finaliza em noite histórica na Califórnia

Lyoto Machida derrota Dan Henderson numa luta complicada e sai vaiado pelo público    
Ronda finalizando LizExcelentes combates e uma noite histórica em Hanaheim, na Califórnia.  O UFC 157, neste sábado, entra na memória como o primeiro evento que trouxe um desafio feminino ao Octógono. Mais que isso, uma disputa de cinturão, com uma superatleta chamada Ronda Rousey. Comentarista oficial, Joe Rogan foi perfeito em seu comentário após o desfecho da contenda: "Ronda, você representa atitude feminina". Ela foi quem mais brilhou no ginásio Honda Center e isso ao lado de Lyoto Machida, Dan Henderson e Urijah Faber, três nomes consagrados. Não há como negar, o UFC 157 vai ser lembrado como o UFC das mulheres.            
     
 se engana quem pensava que Liz Carmouche não daria trabalho na disputa do título peso galo. Ex-militar, tendo, inclusive, participado de operações no Iraque, a lutadora usou toda a garra para sair da imobilização, grampear nas costas de Rousey e chegar perto da finalização com um mata-leão. No sufoco, Ronda escapou do estrangulamento e voltou a imobilizar. Pouco depois fez a movimentação que a levou ao golpe predileto, o armlock. Nas nove lutas anteriores - três delas amadoras -, foi dessa forma que Ronda definiu, no primeiro round. Contra Carmouche não foi diferente, a chave de braço fez Liz desistir aos 4min49s. Se os mais céticos ou machistas duvidavam que um confronto feminino seria grande atrativo como luta principal, Rousey vs Carmouche mostra que a categoria feminina no UFC ainda vai dar o que falar.            
     
Na co-luta principal, o ex-campeão meio-pesado Lyoto Machida teve um dos testes mais duros daLyoto tenta chutar Hendo carreira diante do veterano Dan Henderson. Um ícone do MMA, ex-campeão de duas categorias do Pride e responsável por derrotas de muitos dos principais lutadores na história do MMA, aos 42 anos de idade Hendo luta como um garoto. Foi ele quem partiu para cima, sempre levando perigo. Machida respondia com seus tradicionais contra-golpes, seja com socos, chutes ou joelhadas. O brasileiro também conseguiu uma boa queda, no primeiro assalto. Os três rounds foram bem parelhos e, por decisão dividia, Lyoto segue vivo por uma chance pelo cinturão que vai ser definido entre Jon Jones e Chael Sonnen. Mas a torcida local vaiou o brasileiro, que se desculpou e prometeu uma melhor apresentação na próxima.            
     
Ex-campeão do WEC entre os penas, agora na categoria de galos, Urijah Faber não deu chances a Ivan Menjivar e se recuperou da derrota para Renan Barão no UFC 149, quando disputou o cinturão interino. Faber quedou, trabalhou no ground and pound e pegou as costas de Ivan usando bastante técnica para finalizar com um mata-leão, no assalto inicial. Também no card principal, Court McGee bateu Josh Neer por decisão unânime e a grande surpresa foi o nocaute aplicado por Robbie Lawler em Josh Koscheck, no primeiro round.             
      
Entre as preliminares, vale destacar a bela finalização de Michael Chiesa, campeão do TUF 15, em Anton Kuivanen. Um mata-leão com o oponente em pé no segundo assalto, depois de ter levado a pior na primeira parcial. Enquanto isso, Dennis Bermudez bateu Matt Grice por decisão dividida numa batalha que provavelmente foi uma das melhores do ano. Já o peso pesado Brendan Schaub derrotou Lavar Johnson por decisão unânime, num combate sem grandes emoções.   

Burrel castiga Yuri VillefortOutro brasileiro em ação na noite, o estreante Yuri Villefort, 21 anos, se apresentou muito bem, mas não conseguiu superar Nah-Shon Burrell, 23 anos, que usou um o boxe afiado para conquistar a decisão unânime. Em determinado momento do segundo assalto, Burrell escapou dos ataques de jiu-jitsu de Yuri, mas precisamente tentativas de finalização no pé, e castigou o rosto do brazuca dos inúmeros socos. O brasiliense radicado na Flórida ainda chamou seu oponente para a trocação franca nos segundos finais, mas um tanto exausto e com o rosto todo ensanguentado, Yuri não conseguiu conectar o soco derradeiro e compilou um resultado negativo em sua primeira luta dentro do Octógono do UFC.      

    
      
       
Confira todos os resultados:              
Ronda Rousey finalizou Liz Carmouche com um armlock aos 4min49s do R1      
Lyoto Machida venceu Dan Henderson por decisão dividida      
Urijah Faber finalizou Ivan Menjivar com um mata-leão aos4min34s do R1      
Court McGee venceu Josh Neer por decisão unânime      
Robbie Lawler venceu Josh Koscheck por TKO aos 3min57s do R1      
Brendam Schaub venceu Lavar Johnson por decisão unânime      
Michael Chiesa finalizou Anton Kuivanen com um mata-leão aos 2min29s do R2      
Dennis Bermudez venceu Matt Grice por decisão dividida      
Sam Stout venceu Caros Fodor pordecisão dividida      
Kenny Robertson finalizou Brock Jardine com uma chave de joelho aos 2min57s do R1      
Neil Magny venceu Jon Manley por decisão unânime      
Nah-Shon Burrell venceu Yuri Villefort por decisão unânime  



Watch Past Fights

Midia

Recente
O repórter Matt Parrino, do UFC.com, e o ex-lutador Forrest Griffin falam sobre a colocação do brasileiro no ranking, comentam a vitória de Frankie Edgar e respondem os fãs. Confira o Ranking Completo - www.ufc.com.br/rankings
25/11/2014
O campeão Johny Hendricks enfrenta Robbie Lawler, nos meio-médios, e o campeão Anthony Pettis luta contra Gilbert Melendez, nos leves. O card do dia 6 de dezembro é um dos mais importantes de 2014. *Assine o Canal Combate - http://glo.bo/1kKhnP0
25/11/2014
O brasileiro volta ao octógono contra Stipe Miocic, na mesma noite em que Rafael dos Anjos enfrenta Nate Diaz. Não perca, dia 13 de dezembro, apenas no Canal Combate *Assine o Canal Combate - http://glo.bo/1kKhnP0
24/11/2014
Edson Barboza superou as provocações de Bobby Green durante a luta co-principal do UFN Austin, impôs sua estratégia e despachou o embalado oponente por decisão unânime. Após a vitória, Edson disse esperar por top 5 na próxima luta.
22/11/2014