Dana White fala sobre tudo na entrevista no UFC Tonight

Highlights from UFC president Dana White's revealing interview on UFC Tonight.
No "UFC Tonight" de hoje: Uma edição especial 'Dana White One-on-One', a Fuel TV apresenta uma entrevista exclusiva com o presidente do UFC Dana White. Conduzido pelo especialista Ariel Helwani do "UFC Tonight", White falou sobre muitos temas polêmicos.

UFC 151 - Consequências White discutiu o cancelamento do UFC 151 profundamente e disse que não se arrepende sobre o modo como o UFC lidou com a situação. Ele passou detalhes de como o campeão dos médios Anderson Silva se ofereceu para defender o seu título em uma reposição da luta principal, uma oferta que White considerou surreal. "Eu nunca chamaria o melhor lutador pound-for-pound do mundo e diria: 'Ei, vamos configurar uma luta pelo título para você em oito dias. E quem é que vai realmente lutar contra Anderson em oito dias, mesmo sabendo que ele não tem treinado? Talvez Chael, é isso", disse White.

White comentou pela primeira vez que acredita que Dan Henderson é parcialmente culpado pelo fiasco. "Dan Henderson sabia, duas semanas antes de me dizer, que estava lesionado, e ele teria me dado duas semanas, como deveria, essa luta poderia ter acontecido", disse White. (Veja o vídeo).

O presidente do UFC também revelou que os lutadores do UFC 151 não foram prejudicados financeiramente. "Alguns dos caras estão sendo recolocados em outros eventos imediatamente, os que estão lutando depois, estão sendo compensados", ele confirmou. (Cinco lutas do UFC 151 foram reprogramadas para o UFC 152 em 22/9, ou UFC: Brown vs. Pezão dia 5/10, outros dois foram transferidos para o UFC China em novembro e mais três ocorrerão no UFC: Henderson vs. Diaz de dezembro.)

White declarou que não tem nada contra Jon Jones, embora os dois não se falem desde o cancelamento do evento. (Veja o vídeo).

Enquanto isso, Lyoto Machida - que ganhou a chance pelo título com sua vitória por nocaute em agosto, mas recusou a oportunidade de encontrar Jones no UFC 152 - não é mais o próximo na fila pelo cinturão. "Lyoto estava pedindo pelo cinturão há tempos", disse White. "Você sabe como essas coisas são: Quando você desiste de uma oportunidade de lutar, as coisas tomam outra direção."

Superlutas
Com José Aldo vs Frankie Edgar confirmada, White deu à Helwani uma visão sobre algumas lutas dos sonhos. Ele disse que se o campeão meio-médio Georges St-Pierre e Anderson lutarem no futuro - uma luta que os dois astros têm manifestado interesse – essa luta provavelmente será em um peso combinado, 81,6. "Se Georges St-Pierre bater [Carlos] Condit, essa poderia ser a próxima luta", disse ele.

Ele também revelou a luta seria provavelmente no Cowboys Stadium, em Dallas. (Veja o vídeo). Quanto a outra lutas dos sonhos, White disse que Brock Lesnar vs Fedor Emelianenko ainda é apenas um sonho. "Eu tenho feito muito para tentar trazer Fedor para o UFC", disse ele. "O cara se aposentou. Eu não consegui trazê-lo quando ele estava lutando - agora estamos em condições tão boas, vou tirá-lo da aposentadoria?!" ele riu. (Veja o vídeo). 

Midia

Recente
Mascarados, fantasiados e com os rostos pintados. Os nossos lutadores também têm o seu momento de folião. Relembre algumas das encaradas que podem muito bem servir com inspiração para esse Carnaval.
24/02/2017
Relembre vitória por decisão unânime de Stephen Thompson sobre Rory MacDonald no UFC Ottawa, em 2016. Thompson volta ao octógono em revanche pelo cinturão dos meio-médios contra o campeão Tyron Woodley, no dia 4 de março, no UFC 209.
20/02/2017
Relembre o primeiro duelo entre o campeão Tyron Woodley e Stephen Thompson, que terminou com empate majoritário. Os lutadores fazem revanche pelo cinturão dos meio-médios em 4 de março, no UFC 209.
20/02/2017
Relembre vitória por nocaute do campeão Tyron Woodley sobre Josh Koscheck no UFC 167, em 2013. Woodley defende o cinturão dos meio-médios em revanche contra Stephen Thompson no dia 4 de março, no UFC 209.
24/02/2017