Pular para o conteúdo principal

#6 Peso-galo feminino Categoria

Ativo

"The Preacher's Daughter"

Holly Holm

Peso-galo feminino Categoria

15-7-0 (W-L-D)

8

Vitórias por nocaute

7

Vitórias por decisão

Holly Holm

Histórico do atleta

Informações

Saiba mais sobre a história de Holly Holm no UFC, marcas no Octógono e curiosidades.

          Status
          Ativo
          Cidade natal
          Albuquerque, Estados Unidos
          Equipe
          Jackson Wink MMA Academy - NM
          Estilo de luta
          Kickboxer
          Idade
          42
          Altura
          68.00
          Peso
          136.00
          Estreia no UFC
          28.02.15
          Envergadura
          69.00
          Alcance das pernas
          38.00
          • Profissional desde 2011, lutadora de MMA em tempo integral desde 2013
             
          • Oito vitórias por nocaute, sete por decisão
             
          • 5-3, 1 NC em suas últimas nove lutas; vencedora de três de suas últimas cinco lutas 
             
          • Ficou no topo do ranking peso por peso do boxe durante boa parte do tempo em sua carreira
             
          • Possui vitórias no boxe sobre Christy Martin, Mia St. John, Jane Couch, Chevelle Hallback, Belinda Laracuente, Mary Jo Sanders, Anne Sophie Mathis e Diana Prazak
             
          • Aposentoi-se do boxe com um cartel de 33-2-3 (nove nocautes)
             
          • Foi indicada em 2017 ao Hall da Fama Internacional de Boxe Feminino
             
          • Foi indicada em 2022 ao Hall da Fama Internacional de Boxe
             
          • Origem do apelido: "Meu pai tem sido pastor da Igreja de Cristo durante toda minha vida."

          UFC Vegas 77 (15/7/23) A derrota de Holm para Mayra Bueno Silva foi anulada e a luta ficou sem resultado por conta de uma falha em um teste antidoping de Bueno Silva após o combate.

          UFC San Antonio (25/3/23) Holm venceu Yana Santos por decisão unânime. 

          UFC Vegas 55 (21/5/22) Holm perdeu para Ketlen Vieira por decisão dividida.

          UFC Fight Island 4 (4/10/20) Holm venceu Irene Aldana por decisão unânime.

          UFC 246 (18/1/20) Holm venceu Raquel Pennington por decisão unânime.

          UFC 239 (6/7/19) Holm perdeu para Amanda Nunes por nocaute técnico aos 4m10s do 1° round em uma luta válida pelo cinturão peso-galo do UFC.

          UFC 225 (9/6/18) Holm venceu Megan Anderson por decisão unânime.

          UFC 219 (30/12/17) Holm perdeu para Cris Cyborg por decisão unânime em uma luta válida pelo cinturão peso-pena do UFC.

          UFC Singapura (17/6/17) Holm venceu Bethe Correia por nocaute a 1m09s do 3° round.

          UFC 208 (11/2/17) Holm perdeu para Germaine de Randamie por decisão unânime em uma luta válida pelo cinturão vago peso-pena do UFC.

          UFC Chicago (23/7/16) Holm perdeu para Valentina Shevchenko por decisão unânime.

          UFC 196 (5/3/16) Holm perdeu para Miesha Tate por finalização (mata-leão) e perdeu o cinturão peso-galo do UFC.

          UFC 193 (15/11/15) Holm venceu Ronda Rousey por nocaute aos 59s do 2° round e conquistou o cinturão peso-galo do UFC.

          UFC San Diego (15/7/15) Holm veenceu Marion Reneau por decisão unânime.

          UFC 184 (28/2/15) Holm venceu Raquel Pennington por decisão dividida.

          Quando e por que você começou a treinar para lutar? Quando eu tinha 16 anos, gostava de kickboxing cardiovascular para me exercitar. Fiz isso por cerca de um ano e fiquei muito intrigada ao assistir às aulas de sparring na mesma academia (Winkeljohn's Kickboxing). Comecei a treinar e pedi ao Sr. Winkeljohn que me avisasse quando achasse que eu estava pronta para competir. Treinei um pouco e fiz minha primeira luta aos 18 anos e me apaixonei pelo esporte. 

          Quais graduações e títulos você já conquistou? Ex-campeã de peso galo do UFC. Vários títulos mundiais no boxe. Classificada como número 1 em várias organizações e, em momentos diferentes, também classificada como número 1 em várias categorias de peso (140 lb -147 lb - 154 lb)

          Você tem algum herói? Meus heróis são minha família, amigos e colegas de equipe. Observo as coisas que eles realizam e como influenciam outras pessoas. Observo isso e penso: "Eu também quero fazer grandes coisas. Também quero influenciar as pessoas de forma positiva". 

          O que significa para você lutar no UFC? Estou muito emocionada. Isso significa muito. Mais do que posso explicar. Eu sei que é o lugar para estar.... o lugar onde todos querem estar.... então eu só quero me sair bem. Quero ser uma coisa boa, não uma grande decepção. Quero ter um bom desempenho. Quero me destacar. Quero realizar. Não quero ser apenas uma participante. 

          Você fez faculdade e, se sim, qual foi seu diploma? Um ano na UNM, mas não me formei. Fiz faculdade de Direito Imobiliário e obtive minha licença, que está ativa no momento.

          Qual era o seu trabalho antes de começar a lutar? Eu trabalhava como garçonete em vários restaurantes. Também trabalhei como assistente de quiropraxia por alguns anos.

          Realizações específicas em competições amadoras? Ganhei um campeonato nacional de kickboxing antes de me tornar profissional.

          Realizações específicas em competições profissionais? Vários títulos de boxe, um título de MMA e alguns nocautes.

          Técnica de grappling favorita: Gosto de qualquer coisa que leve alguém a bater em desistência.

          Técnica de striking favorita: Ha, ha, qualquer coisa que os nocauteie!