Pular para o conteúdo principal
Dustin Poirier reacts after his knockout victory over Conor McGregor of Ireland in a lightweight fight during the UFC 257 event
Listas

10 lutas para assistir antes do UFC 302

No aquecimento para o evento do próximo sábado (1°), reveja performances de destaque dos principais nomes do card no UFC Fight Pass

O campeão peso-leve Islam Makhachev coloca seu cinturão em disputa contra Dustin Poirier na luta principal do UFC 302, dia 1° de junho em Newark, nos Estados Unidos. No segundo duelo mais importante da noite, o ex-campeão peso-médio Sean Strickland fará um esperado confronto contra o brasileiro Paulo “Borrachinha”. O card ainda terá a presença de mais quatro lutadores brasileiros: Jailton "Malhadinho" Almeida, Elizeu "Capoeira", Cesar Almeida e André Lima. No aquecimento para o evento, listamos algumas das melhores performances destes atletas que você pode conferir no UFC Fight Pass

Islam Makhachev x Alexander Volkanovski 1 (UFC 284 – 12/2/2023)

Em sua primeira defesa de cinturão, Islam Makhachev pediu por Alexander Volkanovski, foi à Austrália e venceu o líder do ranking peso por peso e campeão peso-pena na época por decisão unânime dos juízes. 

O russo demonstrou suas habilidades em pé nos três primeiros rounds, trocando golpes com Volkanovski e se saindo melhor em diversos momentos. Volkanovski, por sua vez, mostrou grande habilidade em conter as quedas do rival, mas Makhachev conseguiu impor seu jogo. 

Ao fim dos 25 minutos, os juízes deram a vitória ao russo em um combate bem disputado em Perth, mostrando que ambos são dois dos atletas mais talentosos da atualidade. 

 

Islam Makhachev x Alexander Volkanovski 2 (UFC 294 – 21/10/2023) 

Islam Makhachev recebe o cinturão peso-leve após vencer Alexander Volkanovski no UFC 294. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)

Islam Makhachev recebe o cinturão peso-leve após vencer Alexander Volkanovski no UFC 294. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)


Se alguém tinha dúvidas sobre o resultado da primeira luta entre Islam Makhachev e Alexander Volkanovski por conta do grande equilíbrio, o segundo confronto teve um desfecho claro. 

O russo começou se movimentando mais no início da luta e tentava de todas as maneiras encurralar seu adversário com o objetivo de desgastar o australiano, que havia aceitado o duelo de última hora para substituir Charles “do Bronxs” Oliveira. Foi justamente em um desses momentos encurralando Volkanovski que Makhachev um acertou um chute alto de esquerda, nocauteando o então campeão dos penas. 

Com a vitória, Islam chegou à marca de 13 lutas de invencibilidade, o que o deixa empatado com mais cinco lutadores com a terceira maior sequência invicta do UFC, atrás apenas de Anderson Silva (16) e Kamaru Usman (15). 

 

Dustin Poirier x Michael Chander (UFC 281 – 12/11/2022) 

Naquela que foi considerada a “Luta da Noite” do UFC 281, Dustin Poirier e Michael Chandler protagonizaram um dos melhores confrontos já vistos entre pesos-leves. 

Nos primeiros cinco minutos de confronto, ambos conectaram golpes contundentes e quase chegaram ao nocaute. Chandler dominou o 2° round, conseguindo uma queda no início e controlando a luta por cima. Na última parcial, ao tentar repetir a estratégia, Chandler foi surpreendido por Poirier, que conseguiu uma reversão, tomou as costas e finalizou a luta com um mata-leão. 

O público no Madison Square Garden aplaudiu de pé os lutadores, que deram uma bela entrada para as duas disputas de cinturão que vieram a seguir. 

 

Dustin Poirier x Benoit Saint Denis (UFC 299 – 9/3/2024) 

Dustin Poirier golpeia Benoit Saint Denis no UFC 299. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)

Dustin Poirier golpeia Benoit Saint Denis no UFC 299. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)


Dustin Poirier mostrou no UFC 299 que ainda tem muito a oferecer no MMA. Enfrentando o promissor Benoit Saint Denis, o norte-americano – que era visto como azarão – resistiu a um forte 1° round, no qual seu adversário se destacou com boas quedas e combinações de golpes, colocando-o em dificuldades. 

No entanto, na segunda parcial, Saint Denis tentou pressionar Poirier, mas acabou deixando brechas na guarda. O ex-campeão interino aproveitou essas oportunidades e, na metade do round, encaixou uma sequência precisa de golpes, culminando com um cruzado de direita que nocauteou o francês instantaneamente. Este foi o nono triunfo do "Diamante" por esta via, empatando assim com Drew Dober como o recordista da divisão. 

 

Sean Strickland x Israel Adesanya (UFC 293 – 10/9/2023) 

Na maior vitória de sua carreira, Sean Strickland chocou o mundo e se tornou o novo campeão do peso-médio ao superar Israel Adesanya por decisão unânime na luta principal do UFC 293. 

O norte-americano começou imprimindo seu ritmo, colocando pressão no nigeriano e nos segundos finais do 1° round aplicou um direto limpo no rosto do então campeão, levando-o a knockdown. 

O duelo ficou mais equilibrado nos rounds seguintes e foi para as papeletas dos juízes, que decretaram Strickland como o campeão por decisão unânime. Após nove anos no maior evento de MMA, ele tornou-se o 13º detentor do cinturão na história da categoria. 

 

Paulo “Borrachinha” x Luke Rockhold (UFC 278 – 20/8/2022) 

Na última vitória de Paulo “Borrachinha” no Octógono, o brasileiro venceu o ex-campeão peso-médio Luke Rockhold por decisão unânime dos juízes no UFC 278.  

Durante os três rounds, o mineiro conectou os golpes mais potentes, mesclou de forma eficiente os chutes e controlou o norte-americano no solo. Apesar de não conseguir o triunfo por nocaute ou finalização, Borrachinha dominou os 15 minutos, com os juízes marcando um triplo 30-27, além de receber o bônus de “Luta da Noite”.  

 

Jailton “Malhadinho” x Jairzinho Rozenstruik (UFC Charlotte – 13/5/2023) 

Jailton "Malhadinho" Almeida provou nesta luta que oficialmente pertencia à elite da divisão dos pesos-pesados.  

O brasileiro derrubou Jairzinho Rozenstruik em menos de um minuto na luta principal do UFC Charlotte e trabalhou pacientemente para controlar o adversário até conseguir chegar à montada. O lutador do Suriname deu as costas, e rapidamente o brasileiro laçou o pescoço, conquistando sua quinta vitória em cinco lutas no UFC - todas por nocaute ou finalização - e garantindo uma vaga no Top 10 da categoria até 120 Kg.  

 

Elizeu “Capoeira” x Benoit Saint Denis (UFC 267 – 30/10/2021) 

Elizeu “Capoeira” foi o responsável a dar as boas-vindas a Benoit Saint Denis no Octógono, e o que se viu foi um show do brasileiro no UFC 267. 

As estratégias foram claras desde o início: o francês buscava a queda, enquanto o brasileiro tentava manter a luta em pé. Elizeu levou a melhor e castigou o rival na trocação durante os 15 minutos, em um combate em que comentaristas, fãs e o próprio CEO do UFC, Dana White, criticaram o árbitro por não ter interrompido o confronto. 

Por fim, vitória do brasileiro por decisão unânime dos juízes. 

 

Cesar Almeida x Dylan Budka (UFC Vegas 90 – 6/4/2024) 

Cesar Almeida comemora a vitória no UFC Vegas 90. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Cesar Almeida comemora a vitória no UFC Vegas 90. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


O veterano kickboxer Cesar Almeida estreou com o pé direito no Octógono, nocauteando o ex-colega de Dana White's Contender Series, Dylan Budka, no 2° round. 

Durante um round e meio, Cesar resistiu às tentativas de queda de Budka, trabalhando para se levantar na grade e conectando golpes curtos, que eventualmente abriram o caminho para a vitória. Quando percebeu que o norte-americano estava sentindo seus socos ao insistir em colocá-lo para baixo, o brasileiro aumentou o volume de ataques até que o oponente finalmente foi ao chão, onde Cesar precisou de apenas mais poucos golpes para forçar a interrupção do árbitro. 

O invicto brasileiro, que fez três lutas com Alex "Poatan" Pereira nos tempos de kickboxing, ampliou seu cartel no MMA para 5-0 com a vitória. 

 

André Lima x Rickson Zenidim (Dana White’s Contender Series – Temporada 7, Episódio 10) 

Em uma luta que lhe rendeu um contrato com o Ultimate, André Lima superou Rickson Zenidim no episódio 10 da última temporada do Dana White’s Contender Series. 

O duelo entre brasileiros foi marcado pela trocação, com “Mascote” se destacando diante de seu rival e dominando o compatriota durante os 15 minutos. O lutador paulista abusou dos chutes para vencer por decisão unânime e manter sua invencibilidade no MMA. 

Apesar de não ter conquistado a vitória pela via rápida, ele foi elogiado pelo CEO do UFC, Dana White, que destacou ver muito talento no jovem de 25 anos. 

O UFC 302: Makhachev x Poirier foi um evento realizado em 1º de junho de 2024. Confira aqui a cobertura completa e reveja todas as lutas no UFC Fight Pass.

News and announcements

View all