Pular para o conteúdo principal
Notícias

Adesanya cumpriu promessa e trouxe de volta o melhor Spider

Neste sábado, o brasileiro Anderson Silva mostrou porque é um dos melhores lutadores de todos os tempos. Perdeu por decisão dos juízes, mas deu show e saiu ovacionado

O nigeriano Israel Adesanya sempre deixou claro que neste sábado (9) quando pisasse no octógono do UFC 234, na Austrália, estaria lutando contra um ídolo. E para honrar tamanha realização do seu sonho, ele prometeu que traria de volta o melhor Anderson Silva que vimos lutar. Adesanya acertou

Depois de dois anos parados, algumas lesões normais de atletas de alto nível e muita força de vontade, Anderson Silva surpreendeu muita gente mais uma vez. Se você acompanha as redes sociais do UFC Brasil, ou de qualquer outra conta, antes da luta, era claro que a maioria dos fãs tinha certeza que o brasileiro não iria durar um round. 

Mas é como se fala no meio dos esportes de combate: “Nunca duvide de um verdadeiro lutador”. Perto de completar 44 anos ( dia 14 de Abril), Anderson Silva superou todas as expectativas e passou três rounds trocando com um rival 14 anos mais jovem, invicto e que já soma 13 vitórias por nocaute na carreira. 

“É isso que acontece quando você faz as coisas com amor. Minha vida é lutar, tenho uma paixão enorme por esse esporte. Não foi perfeito porque eu não venci, mas é uma honra entrar no octógono e lutar de igual para igual com um atleta jovem e talentoso como o Adesanya”

Confira o que disseram os protagonistas da luta principal do UFC 234 após darem um verdadeiro show para a torcida australiana no último sábado (09).

Brasil

A luta

Podemos dizer que vimos uma versão 2.0 do Anderson Silva. Um lutador que já não tem mais aquela velocidade dos tempos áureos, mas compensa com muito talento e experiência. Começou o round com a guarda alta, fechado, sem chance para o azar, mas aos poucos foi se soltando. 

Não podia faltar sua marca registrada e logo ele estava lá com a guarda baixa e dando o rosto para confundir o adversário. É nisso que o Spider é mestre, confundir o rival e conseguir encaixar um contragolpe que ele não ver de onde vem. Em certo momento da luta, mais confiante, até pediu para lutar com Adesanya de costas para a grade, coisa que vários lutadores teriam pavor. 

“Se eu estivesse jogando basquete, estaria disputando com o Michael Jordan. Vocês têm noção disso?”, disse Adesanya.

Há quem diga que o brasileiro deveria ter voltado para o terceiro round para tentar a queda. Talvez até essa fosse a estratégia, mas ele não seguiu o protocolo e continuou tentando a luta em pé. Mérito de Adesanya, que além de realizar o sonho de vencer um ídolo e dar mais um passo rumo ao cinturão, também trouxe de volta o melhor Anderson Silva que vimos lutar em vários anos. 

“Se eu estivesse jogando basquete, estaria disputando com o Michael Jordan. Vocês têm noção disso?”, disse o jovem atleta.