Pular para o conteúdo principal

Alexander Gustafsson desabafa e garante que pode bater Jones e Cormier

Sueco afirma que não ficará satisfeito até conquistar cinturão


Dentre todas as características da carreira de Alexander Gustafsson, uma se destaca: o sueco esteve envolvido em duas das mais emocionantes disputas de título da história dos meio-pesados do UFC. O 'Mauler' enfrentou Jon Jones em setembro de 2013 e mediu forças com Daniel Cormier em outubro deste ano e, apesar do desempenho incrível, e acabou derrotado em ambas as oportunidades.

Os resultados, no entanto, não desanimaram o atleta. Em conversa com o portal Allehanda, Gustafsson declarou que seguirá competindo, pois acredita que tem as habilidades necessárias para superar os adversários.

Assine o Canal Combate e não perca nenhum detalhe do UFC

"Vou continuar a lutar enquanto souber que tenho potencial para ser o melhor. Se chegar o dia em que eu sentir que não consigo seguir em frente, eu paro. Neste dia, eu colocarei as luvas na prateleira. Mas sinto que tenho mais para conquistar. Sei que posso ser melhor. Sei que tenho potencial para vencer o DC. Sei que posso bater o Jon Jones", disse.

Veja também: A semana do UFC 192 | Cormier quer ser lembrado como o melhor do mundo | Jones e DC reacendem rivalidade

Aos 28 anos, Gustafsson permanece entre os três melhores atletas de sua divisão, mas garante que isso não é suficiente.

"Não quero lutar apenas para ganhar dinheiro. Não quero ser o lutador que precisam bater para chegar ao title shot. Não quero fazer parte de lutas onde as pessoas me enxerguem como um obstáculo no caminho. Quero ser o homem desafiando. Não fico satisfeito com o segundo e o terceiro lugar. Eu sou o meu maior crítico, e acho difícil me dar o mérito por alguma coisa", afirmou.

"É claro, as lutas contra o DC e o Jones foram boas, mas eu não venci. Então não são boas lutas. Não é suficiente que eu tenha voltado as atenções para a Suécia. Já ouvi centenas de vezes como isso foi bom. Fico feliz que as pessoas dizem isso e me dão crédito. Mas para mim, pessoalmente, não é suficiente. Quero ir até o fim", desabafou o lutador. 

Ingressos à venda para o UFC São Paulo 
Visite a UFC Store 
Baixe o aplicativo do UFC