Pular para o conteúdo principal

Amanda Nunes afasta luta pelo título e mira duelo contra Miesha tate

'Leoa dos Ringues' não se importa de esperar pelo title-shot


Depois que Amanda Nunes dominou Sara McMann no UFC Nashville, em 8 de agosto, muitos pensaram que ela poderia ser nomeada a próxima desafiante da campeã Ronda Rousey. Quem ganhou a vaga, no entanto, foi Holly Holm, mas a brasileira garante que não se importa de esperar mais um pouco para tentar conquistar o cinturão.

Leia tambémHolm não vai provocar Ronda: 'Só tenho coisas boas para falar dela' | Rivais de Ronda juntas | Assine o Canal Combate

Em entrevista à Fox Sports norte-americana, a 'Leoa' afirmou que enxerga a demora como algo a seu favor.

"Se eu precisar vencer mais uma ou duas tanto faz. Um dia vou lutar pelo título, com certeza. Isso é bom para mim, porque continuo melhorando cada vez mais. Quando eu entrar lá para lutar pelo título, eu serei a melhor. Por algum motivo eu não vou lutar pelo título agora, mas isso me ajuda. Vou continuar a melhorar", declarou a atleta, que não tem dúvidas de que daria trabalho para a campeã.

"Com certeza eu sou o desafio mais difícil para a Ronda Rousey, e eu serei melhor ainda. Quando tiver a chance, vou evoluir ainda mais do que agora. Será bom. Mal posso esperar"

Ainda sem oponente definida, Amanda considera enfrentar Miesha Tate em sua próxima aparição no octógono. Atualmente, a norte-americana é a número um no ranking da divisão até 61kg, e segue como a única atleta a passar do primeiro round em um combate contra Rousey.

"A Miesha tem um estilo perigoso como o da Sara McMann, mas eu acho que a Sara é mais forte. Acho que seria uma boa luta. A Miesha é uma oponente conhecida, e eu vou vencer essa luta. Com certeza vou trabalhar mais e vou conseguir", disse.

Holly Holm enfrenta Ronda Rousey no UFC 195, em 2 de janeiro de 2016. 

Visite a UFC Store
Baixe o aplicativo do UFC
Siga o WhatsAPP UFC e fique por dentro das notícias