Pular para o conteúdo principal

#barrigarondarousey

Conheça truques e dietas para ficar com o corpo parecido com o da campeã peso-galo

 
Você é aquele tipo de pessoa que quando está fora de forma perde o bom humor mesmo nos dias mais ensolarados de praia? Se o assunto ‘barriguinha’ te incomoda tanto, o melhor é começar a se mexer antes que seja tarde demais – e você não consiga chegar bem no verão.

É comum as pessoas se acomodarem dentro de casacos e calças durante o inverno, mas quando o verão chega e saímos do casulo o desespero é geral. As academias ficam lotadas, aparecem dietas malucas e nem sempre conseguimos alcançar o objetivo, alinhado com o fator saúde. É bom lembrar que dietas muito restritas e o aumento da carga de exercícios rapidamente é um dos erros mais comuns.

O aumento do abdômen pode ser provocado pela retenção de líquidos e principalmente por uma alimentação rica em carboidratos. “Ingeridos em excesso, eles viram gordura e se acumulam nessa região” diz a nutricionista Fernanda Palma.

Para ajudar você nesse #projetobarrigarondarousey, conversamos com três nutricionistas de diferentes princípios, cada um vai passar dicas para você sentir e ter um resultado visível em sete dias.

Vamos ao ataque:
 
Round I
Reinaldo Bassit (Tubarão): Nutricionista, professor de Educação Física e PhD em Ciências.
CRN/3:6845

Dicas para adotar:
1-Diminuir drásticamente o consumo de sódio.
.embutidos
.enlatados
.em conserva
2-Evitar sal na comida.
3-Diminuir pela metade o consumo de carboidratos.
4-Comer frutas de baixo índice glicêmico e com casca.
.nectaria
.maça
.pera
.goiaba
.pessêgo
.ameixa

Round II
Marcelo Ferro: Nutricionista pós graduado em Farmacologia Clínica e mestrado em Ciência do Envelhecimento.
CRN:20874

1-Simplificar a digestão.
Comer os carboidratos separadamente das proteínas para evitar a fermentação dos carboidratos e a putrefação das proteínas.
As proteínas são digeridas em meio alcalino, ou seja, no estômago, já os carboidratos em meio ácido, no duodeno.
Quando ingerimos um bolo de alimentos, por exemplo, macarrão com carne. A carne começa a ser digerida no estômago, enquanto isso o carboidrato do macarrão está fermentando esperando por horas a proteína da carne ser digerida até descer para o duodeno e começar a ser digerido e absorvido.
Uma digestão mais leve gera menos toxinas, e maior aproveitamento dos alimentos.
Dica:
.comer separadamente as proteínas dos carboidratos.
.comer o macarrão, a batata, o feijão com o arroz, os legumes. Espere de 15 a 20 minutos e faça a ingestão da proteína: carnes, ovos, laticínios.

Round III
Fernanda Palma: Nutricionista Esportiva e atleta da seleção brasileira de Polo Aquático.
CRN: 15345

1-Abusar de alimentos e bebidas termogênicas.
.canela
.gengibre.
.pimenta
.café
.chá verde

2-aumentar a ingestão de alimentos diuréticos.
.pepino
.limão
.água de coco
.melão
.melancia
.aspargos
.salsinha
.catalunha