Pular para o conteúdo principal

Bethe Correia mira luta contra Miesha Tate: "Quero nocautear"

Brasileira exaltou os treinos na AKA, nos Estados Unidos


Número nove no ranking peso-galo feminino, Bethe Correia não deixou a derrota para Ronda Rousey abalar seu ânimo. Depois de ser nocauteada pela campeã no UFC 190, em agosto, a brasileira fez as malas e partiu para os Estados Unidos para treinar na American Kickboxing Academy, onde se preparam nomes como Luke Rockhold e o dono do cinturão meio-pesado Daniel Cormier.

Os treinos na nova academia ainda são novidade, já que a brasileira está lá há apenas uma semana, mas Bethe garante que o sacrifício valerá a pena.

"Mais do que voltar a lutar, o que eu quero muito, meu foco é consertar meus erros e evoluir. Eu quero ser mais violenta e confiante. Eu quero ter um jogo de chão melhor e as mãos mais pesadas. Se eu tiver que viajar o mundo inteiro para isso, eu vou, mas estou amando aqui na AKA. Tenho muito a aprender aqui", disse a atleta ao portal MMA Fighting.

Renovada, Bethe Correia avisa: "Quero disputar novamente o cinturão em 2016" | Assine o Canal Combate e não perca nenhum detalhe do UFC

Bethe ainda não tem data prevista para seu retorno ao octógono, mas tem em sua mira um confronto com outra ex-desafiante da categoria: Miesha Tate. Atual número um do ranking, 'Cupcake' já enfrentou Rousey duas vezes, no Strikeforce e no UFC, e também não sabe quando voltará a lutar.

"Quero enfrentar alguém bem ranqueada para mostrar minha evolução, mas a menina que eu mais quero enfrentar é a Miesha Tate", disse a brasileira, talvez iniciando mais uma rivalidade na divisão.

"Eu quero nocautear a Miesha, e sei que ela quer me nocautear também. Ela riu de mim quando perdi para a Ronda, e eu ri dela também. E quando eu digo que vou lutar pelo título antes dela, eu realmente acredito", afirmou. 

Ingressos à venda para o UFC São Paulo 

Baixe o aplicativo do UFC