Pular para o conteúdo principal

Bethe Correia nega desafio de Amanda Nunes e mira vaga de treinadora do TUF

Brasileira aponta patriotismo como motivo para não encarar 'Leoa'


Aguardando sua próxima adversária, Amanda Nunes tem dois alvos bem definidos: Miesha Tate e Bethe Correia. Na última semana, a 'Leoa' desafiou a compatriota com uma mensagem em uma rede social, mas Bethe parece não ter gostado da ideia de encarar a quarta colocada do ranking peso-galo.

Em entrevista ao portal Combate, a ex-desafiante afirmou que prefere não enfrentar outras atletas brasileiras por questões de patriotismo.

Amanda Nunes desafia Bethe | Bethe quer disputar o cinturão em 2016 | Assine o Combate

"Meu único pensamento em relação a declaração de Amanda é de que sou muito patriota. E não desejo lutar com uma brasileira. Gosto de representar o Brasil. Admiro Amanda como pessoa e lutadora. Se um dia tiver que lutar com uma compatriota, que seja por imposição do UFC", disse, explicando quais opções enxerga para seu futuro na organização.

"Eu luto com quem o UFC mandar, mas no momento minha vontade é lutar com a Tate, podendo ser agora, ou depois da luta dela com Amanda. E outro forte desejo meu é ser técnica de um TUF. Tenho popularidade e, como todas as meninas do UFC pedem pra lutar comigo, seria um grande show, pois detesto derrota. Tenho certeza que opções para um grande espetáculo não faltará para o UFC. Não tenho preferência, qualquer uma iria perder. Sou ousada e muito competitiva", declarou Bethe.

Aos 32 anos, Bethe possui um cartel de nove vitórias e uma derrota - esta que aconteceu no UFC 190, quando a 'Pitbull' foi nocauteada pela campeã Ronda Rousey em pouco mais de 30 segundos de combate.

Ingressos à venda para o UFC São Paulo 

Baixe o aplicativo do UFC