Pular para o conteúdo principal
Entrevistas

Brasileiras do UFC 252 falam sobre viagens em meio à pandemia e momentos na organização

Livinha Souza e Virna Jandiroba entram em ação neste sábado (15)

Até agora, o UFC realizou 14 eventos com sucesso desde que a pandemia de Covid-19 parou o mundo. Mas isso foi depois de semanas de incerteza enquanto todos os esportes haviam parado suas competições.

Enquanto uma solução não era apresentada, muitos lutadores viram seus combates serem cancelados. Outros, que não tinham nenhum confronto marcado, começaram a se perguntar se sequer chegariam a competir em 2020.

Esse é o caso da peso-palha Virna Jandiroba, que encara Felice Herrig no UFC 252, em Las Vegas, neste sábado (15).

Virna discute preocupação antes de luta
Virna discute preocupação antes de luta
/

Outra peso-palha brasileira que também entra em ação neste sábado é Livinha Souza. Em conversa com a reportagem do UFC, ela conta que estava confiante de que ainda lutaria este ano, e que o processo da viagem do Brasil até Las Vegas foi denso.

Livinha fala sobre viagem a Las Vegas
Livinha fala sobre viagem a Las Vegas
/

Passados os testes, é hora de focar apenas nas lutas. Para Virna, o combate do fim de semana significa enfrentar uma veterana perigosa e ranqueada. Se conquistar sua segunda vitória seguida no Octógono, a brasileira espera poder figurar entre as top 15 da divisão.

Virna fala sobre estratégia para o UFC 252
Virna fala sobre estratégia para o UFC 252
/

Já Livinha, que está há mais tempo na organização, revelou que tem um novo contrato e que, de certa forma, se sente em débito com o Ultimate. A brasileira vem de uma sequência de derrotas, mas garante que mostrará toda sua potência no sábado.

Livinha fala sobre seu momento na organização
Livinha fala sobre seu momento na organização
/

 

O evento terá transmissão ao vivo e exclusiva do Canal Combate neste sábado (15) a partir das 20h (horário de Brasília).

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube