Pular para o conteúdo principal
Resultados

Carlos Boi e Vanessa Melo vencem no UFC Fight Island 7

Brasileiros bateram seus adversários na decisão dos juízes no primeiro evento do ano

Dois brasileiros lutaram no card preliminar do UFC Fight Island 7. Carlos Boi e Vanessa Melo fizeram bonito na Ilha da Luta, em Abu Dhabi, e saíram vitoriosos na tarde deste sábado (16). Confira um resumo dos duelos:

Carlos Boi vence duelo equilibrado

O duelo começou estudado, com ambos soltando golpes isolados na longa distância. Tafa utilizava bem os chutes na linha de cintura, mas o brasileiro passou a defender bem a área. Boi começou a se soltar mais nos minutos finais do primeiro round, com o rival respondendo as investidas.

Tafa voltou a investir nos chutes no segundo round, com o brasileiro contra-atacando com cruzados. Tafa acertava mais golpes, apesar do brasileiro tomar a iniciativa. Boi acertou uma ótima sequência nos minutos finais do segundo round e o adversário acusou os golpes, levando a luta para o clinch na grade. Os dois trocaram golpes de forma franca no final e empolgaram o público.

O terceiro round começou quente, com ambos trocando golpes na curta distância. O brasileiro tomava a iniciativa e se mostrava mais descansado, mas Tafa era preciso com seus cruzados. Na metade do assalto, o duelo foi novamente para o clinch, com Boi de costas para a grade. Faltando um minuto e meio, Tafa conseguiu uma queda, mas o brasileiro ficou em pé e a luta voltou para o clinch na grade. Os pesos pesados voltaram a trocar golpes de forma franca nos segundos finais, com o duelo indo para a decisão dos juízes e a vitória de Carlos Boi pro decisão dividida (28-29, 29-28 e 29-28).

Vanessa Melo domina Sarah Moras

Ao contrário do seu compatriota, Vanessa Melo teve uma luta bem mais tranquila. A brasileira dominou Sarah Moras nos três rounds do duelo e saiu vitoriosa na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28 e 29-28).

O duelo entre ambas foi bem estudado, com Vanessa perseguindo Moras em boa parte do duelo. A canadense evitava a luta franca circulando no Octógono, mas não contra-atacava e pouco pontuava.

O ritmo se manteve em todos os assaltos, com Vanessa tomando a iniciativa e acertando poucos golpes, mas com maior efetividade. No fim, os juízes pontuaram a luta para a brasileira, que se tornou a primeira atleta do país a vencer em 2021.

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube