Pular para o conteúdo principal

Chad Mendes aniquila Ricardo Lamas no primeiro round e vence no UFC Fairfax

 Brasileiro Diego Ferreira saiu derrotado na luta contra Dustin Poirier


Avassalador. É assim que podemos definir Chad Mendes em sua vitória contra Ricardo Lamas, na luta principal do UFC Fairfax, na tarde deste sábado (4). Após sofrer um knockdown logo no começo da luta, o atleta da Team Alpha Male acertou um golpe fortíssimo de direita no topo da cabeça do rival, que sentiu e caiu grogue no chão. Lamas tentou sobreviver, mas não conseguia se manter em pé e sofria com o forte ground and pound do seu adversário, até que o árbitro Dan Miragliotta resolveu encerrar o combate.

Esta é a oitava vitória de Mendes no Ultimate, a segunda maior marca entre os pesos-pena, e o quinto nocaute nas últimas sete lutas. Na entrevista pós-luta, o primeiro colocado no ranking da categoria falou qual seu desejo no futuro. ""Eu me sinto muito bem. Precisava vir aqui e deixar a minha marca e foi o que fiz. Estávamos trabalhando em soltar a mão direita e eu o peguei com alguns chutes, mas ele foi forte e não desistia. Falei no meu córner que o importante era o tempo. Eu vou assistir às próximas lutas bem de perto, entre José Aldo e Conor McGregor e Urijah Faber contra Frankie Edgar, e quem quer que o UFC ache que é o próximo, estou dentro". Já Lamas não perdia por nocaute técnico desde sua derrota para Iuri Alcântara, no extinto WEC, em 2010.

- UFC Fairfax: card preliminar é marcado pelo equilíbrio em seus combates

Na segunda luta mais importante da noite, Jorge Masvidal e Al Iaquinta fizeram um duelo técnico e empolgante, que terminou com a vitória do atleta da Serra Longo Team por decisão dividida (29-28;27-30;29-28), deixando o público presente no Patriot Center bem contraríado. Masvidal chegou a abrir um corte profundo abaixo do olho esquerdo de Iaquinta no final do primeiro round, mas o vencedor mostrou coração e não deixou de ir para cima em nenhum momento do combate. Esta é a quarta vitória seguida de Iaquinta, que não quis dar entrevista no octógono por conta das vaias dos fãs.

Único brasileiro no card, Diego Ferreira foi nocauteado por Dustin Poirier ainda no primeiro round. Os lutadores estavam trocando de maneira franca, até que o amazonense sentiu um forte direto de esquerda e foi à lona. Carlos ainda tentou se recuperar e levar o combate ao chão, mas o norte-americano se manteve em pé e acertou o brasileiro novamente, aplicando um novo knockdown seguido de um forte ground and pound. Essa foi a estreia de Poirier entre os leves, enquanto Carlos conhece a segunda derrota seguida, a primeira por nocaute.

- Assine o Canal Combate e não perca nenhuma edição do UFC

Entre os penas, Clay Guida derrotou Robbie Peralta por decisão unânime (triplo 30-27) e deu um show de quedas durante a luta. O veterano foi mais contundente em todo o combate e não deu espaço para seu adversário, que pouco fez para conseguir uma reação. Esta foi a 32ª vitória de Guida em 44 lutas como profissional, que provocou o brasileiro Rafael dos Anjos ao lembrar que quebrou a mandíbula do campeão dos leves na luta entre ambos, no UFC 117. "Gostaria de parabenizar o Rafael dos Anjos pelo título contra Anthony Pettis, mas não se esqueça quem foi que quem colocou dois pedaços de titânio em sua mandíbula".

Voltando a entrar no octógono após passar 2014 inteiro sem lutar por conta de uma grave lesão em seu joelho direito, Julianna Pena teve um retorno triunfante contra a russa Milana Dudieva, vencendo a adversária por nocaute técnico ainda no primeiro round. A vencedora do TUF 18 pressionou a russa durante todo o combate, conseguindo aplicar um ground and pound fortíssimo até o árbitro Keith Peterson encerrar o combate. Esta é a segunda vitória de Pena no Ultimate, enquanto Dudieva conhece a primeira derrota na organização.

Em um duelo entre finalizadores, Michael Chiesa e Mitch Clarke fizeram uma excelente luta, que terminou com a vitória do vencedor do TUF 15 por decisão unânime (29-26, 29-26, 29-28). Os atletas protagonizaram momentos empolgantes tanto em pé quanto no chão, ficando perto de terminar o combate em diversas oportunidades, mas o combate chegou à decisão dos juízes após três grandes rounds. Esta é a 12ª vitória de Chiesa, que se recupera da derrota sofrida para Joe Lauzon no UFC Ledyard.

Confira os resultados:

Card Principal
Chad Mendes venceu Ricardo Lamas por nocaute técnico no R1
Al Iaquinta venceu Jorge Masvidal por decisão dividida (29-28;27-30;29-28)
Michael Chiesa venceu Mitch Clarke por decisão unânime (29-26, 29-26, 29-28)
Julianna Pena venceu Milana Dudieva por nocaute técnico no R1
Clay Guida venceu Robbie Peralta por decisão unânime (triplo 30-27)
Dustin Poirier venceu Diego Ferreira por nocaute no R1

Card Preliminar
Liz Carmouche venceu Lauren Murphy por decisão unânime (triplo 29-28)
Alexander Yakovlev venceu Gray Maynard por decisão unânime (30-27;29-28;30-27)
Timothy Johnson venceu Shamil Abdurakhimov por nocaute técnico no R1
Ron Stallings venceu Justin Jones por decisão unânime (29-8;29-28;30-27)