Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Cinco motivos para não perder o UFC 209

Evento terá duas disputas de cinturão neste sábado


Tyron Woodley x Stephen Thompson tem todos os elementos de uma rivalidade em evolução. Dois atletas em seus auges que se provaram dominantes na divisão dos meio-médios e se enfrentarão novamente.
A primeira luta foi lendária, um clássico instantâneo.
Agora, a estratégia será mais importante do que nunca entre os rounds seis e 10, neste sábado, no UFC 209.
Garanta já o seu ingresso para o UFC Fortaleza, em 11 de março
No quinto round do último confronto, Thompson começou a desvendar Woodley, que havia dominado e quase vencido a luta no quarto assalto.
Thompson conectou 21 golpes significativos naquele último assalto, contra apenas 22 golpes somados em todos os rounds anteriores. Woodley neutralizou o estilo pouco ortodoxo do carateca e se deu melhor na maioria das trocações.
Woodley tem o melhor índice de defesa de golpes entre meio-médios em atividade, e conseguiu uma marca até melhor que sua média de 68,8% de golpes defendidos contra Thompson, que conectou em apenas 26% das tentativas. Mas, com um Woodley exausto no último round, Thompson tomou conta dos cinco minutos finais.
Ambos tiveram cerca de três meses para assistirem o vídeo da luta e tentarem se ajustar para a continuação.
Woodley x Thompson é o motivo número um para não perder o UFC 209.
Mais UFC 209: Thompson sem pressãoOlho Neles! | Woodley e Thomspon discutem revanche | Clima tenso entre Khabib e Ferguson | Confira a playlist do evento no Youtube
2 - A melhor luta de pesos-leves da história?
Após Khabib Nurmagomedov falar para Dana White sobre seus planos de conquistar o cinturão dos leves durante a luta com Michael Johnson, o russo rapidamente mudou seu foco para Tony Ferguson.
“El Cucuy” vem embalado por uma sequência de nova vitórias seguidas, e Nurmagomedov venceu oito consecutivas no octógono. O russo nunca experimentou o gosto da derrota em sua carreira.
O preparo físico que estes dois homens possuem é lendário.

Nurmagomedov persegue incansavelmente seus oponentes até colocá-los para baixo. Lá, a “Águia” acumulou 364 golpes significativos acumulados, 64,3% do seu total de golpes no octógono. Esta é a maior porcentagem de golpes no chão de qualquer lutador do UFC.
Ferguson vem de uma vitória chave sobre o ex-campeão Rafael dos Anjos. Em uma guerra de cinco rounds, ele conectou 199 golpes significativos (5ª maior marca na história do UFC) na altitude da Cidade do México.
O vencedor será coroado campeão interino dos leves e será o próximo na fila para enfrentar a superestrela Conor McGregor.
3 - Um novo começo para Evans nos médios
Ex-campeão dos meio-pesados Rashad Evans finalmente fará sua estreia nos médios após as duas primeiras tentativas acabarem canceladas.
Evans enfrenta Daniel Kelly, que está 5-1 no UFC e vem de três vitórias seguidas. “Suga” busca sua primeira vitória em mais de três anos e quer se colocar seu nome no mapa dos médios.
4 - Lando Vannata tem mais uma chance de brilhar
Após aceitar a luta de última hora e colocar Tony Ferguson em uma zona de guerra, Lando Vannata aplicou um dos melhores nocautes do ano no UFC 206.
Vannata tem um cartel de 9-1 e seu estilo explosivo faz dele um dos lutadores mais divertidos de assistir nos pesos-leves. Ele enfrenta outro fenômeno da trocação, David Teymur nesta candidata à melhor luta da noite.
5 - Pesos-pesados querem se manter vivos na busca pelo cinturão
Alistair Overeem acaba de enfrentar Stipe Miocic pelo título dos pesados e busca de qualquer maneira uma nova chance. Ele enfrenta Mark Hunt em um clássico duelo de strikers.
Hunt vem de duas vitórias seguidas e quer dar a Overeem sua segunda derrota consecutiva em uma luta que pode não durar muito tempo.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC