Pular para o conteúdo principal

Condit: “Eu não sei como eu vou ganhar a luta, mas eu vou acabar com o Thiago”

Norte-americano encara Thiago Pitbull na luta principal do UFC Goiânia, neste sábado (30)


O meio-médio Carlos Condit volta ao octógono neste sábado contra o brasileiro Thiago Pitbull na luta principal do UFC Goiânia, após ficar um ano parado por conta da lesão sofrida no duelo contra Tyron Woodley, no UFC 171. Ocupando atualmente a quarta posição no ranking, o norte-americano sabe que terá pela frente um adversário empolgado e lutando em casa, mas quer provar a todos que está pronto para voltar a figurar entre os melhores atletas da categoria.

- Assine o Canal Combate e não perca nenhum momento do UFC Goiânia

"Um ano atrás eu tive uma contusão e agora eu estou totalmente recuperado da lesão. Sinto falta de estar dentro do Octógono e me sinto pronto para voltar. Toda vez que tem um evento no Brasil, eu vejo pela televisão que a torcida brasileira é uma loucura. A torcida é minha aliada e minha energia vem dela. Estou ansioso para entrar lá e fazer uma grande luta”, afirmou Condit ao UFC.

- Uma joelhada voadora, um KO fantástico de Carlos Condit

Conhecido por ser um dos atletas mais versáteis do Ultimate, Condit começou nas artes-marciais aos nove anos, quando praticava wrestling na Cibola High School, em Albuquerque, e se profissionalizou no MMA aos 18, fazendo sua estreia no México em 2002 e vencendo seu adversário com um mata-leão em menos de um minuto. O norte-americano também chegou a lutar kickboxe e boxe paralelamente, mas abandonou os esportes para se dedicar integralmente às artes marciais mistas.

- Carlos Condit é certeiro com sua esquerda

Apesar de ser ex-campeão interino dos meio-médios do UFC e último campeão da mesma categoria no extinto WEC, Condit sabe que enfrentará um dos lutadores mais perigosos da divisão, e precisa tomar cuidado para sair vitorioso e voltar a sonhar com o cinturão. “Thiago é um lutador muito duro, um grande trocador. Ele é um lutador de MMA completo. Nós dois queremos fazer uma grande luta, somos atletas com muita energia e tenho certeza que o duelo não irá chegar aos juízes. Eu não sei como eu vou ganhar a luta, mas vou acabar com o Thiago”, disse o americano ao UFC.