Pular para o conteúdo principal
Resultados

Confira todos os resultados do UFC Vegas 25

Evento ocorre neste sábado (1) e tem Dominick Reyes enfrentando Jiri Prochazka na luta principal

O Octógono foi novamente montado no UFC Apex neste sábado (1) para o UFC Vegas 25. Na luta principal do evento, os pesos meoios-pesados Dominick Reyes e Jiri Prochazka farão um duelo programado para cinco rounds. O card ainda terá a presença dos brasileiros Luana Pinheiro, Poliana Botelho, Luana Carolina e Felipe "Cabocão" Colares. Veja os resultados abaixo:

Prochazka nocauteia de forma espetacular

O peso meio-pesado tem uma nova estrela. O tcheco Jiri Prochazka deu mais um show no Octógono e nocauteou Dominick Reyes com uma linda cotovelada rodada no segundo round da luta principal do UFC Vegas 25. O duelo entre ambos foi muito movimentado e os dois atletas alternaram bons momentos no combate, mas o europeu levou a melhor e faturou o segundo triunfo consecutivo na organização. O atleta também se tornou apenas o terceiro lutador a nocautear um oponente com uma cotovelada rodada no UFC. Antes dele, apenas Dong Hyun Kim e Ricardo Carcacinha conseguiram.

"Estou mais focado em atualizar meu estilo agora. Preciso trabalhar meus erros dessa luta e melhorar. Esse é meu caminho. Quero compartilhar o Octógono com o oponente mais difícil do mundo e a beleza das artes marciais com as pessoas. Estou feliz por ser um lutador do UFC e por mostrar esse desempenho. Eu quero a chance pelo título. Vamos fazer isso."

Chikadze nocauteia Swanson

A trajetória de Giga Chikadze no Octógono continua em ascensão. O peso-pena conquistou mais uma grande vitória ao nocautear o veterano Cub Swanson no 1º round. Chikadze acertou um chute poderoso no fígado do rival, que na mesma hora sentiu o golpe e foi ao chão. O lutador da Georgia então foi para o ground and pound e o árbitro central interrompeu o combate.

"Estou feliz por conseguir uma bela vitória e um belo nocaute, mas gosto muito desse cara. Eu não acho que era necessário que eu tivesse que dar os últimos socos. Se eles tivessem parado logo após o chute, eu ficaria mais feliz. Quando você derrota alguém assim em um minuto, o próximo adversário deve ser grande. Eu mereço alguém entre os 10 primeiros."

Cutelaba e Jacoby empatam

Um resultado atípico marcou o duelo entre Ion Cutelaba e Dustin Jacoby. Depois de 15 minutos, os juízes deliberaram que o combate terminou em empate dividido - um deles marcou para Cutelaba, outro pra Jacoby e um terceiro decretou empate. O moldavo foi melhor no primeiro round, tendo domínio completo da luta, mas Jacoby foi conseguindo impor seu jogo a partir do segundo round e equilibrou o duelo, terminando o combate em melhor situação do que o rival.

Strickland vence Jotko

Mais uma decisão marcou o UFC Vegas 25. Sean Strickland impôs seu jogo e superou Krzysztof Jotko depois de 15 minutos no Octógono. O norte-americano ditou as ações do duelo e pressionava no polonês, que tentava o contragolpe enquanto circulava no Octógono. Após três rounds, vitória do norte-americano, que acertou os melhores golpes e controlou melhor o duelo.

"Infelizmente, eu não o nocauteei. Quando os caras lutam assim, é difícil de conectar golpes. Ele nem tentou me chutar. Ele lançou algumas coisas que não esperava e isso me deixou um pouco mais cauteloso. Amo estar no UFC. Eu só gosto de lutar. Eu não me importo. Eu lutarei com qualquer um. O UFC sabe disso."

Merab Dvalishvili vence na decisão

Impondo o seu já conhecido ritmo insano de lutas, Merab Dvalishvili saiu vitorioso na luta de abertura do card principal do UFC Vegas 25. O lutador da Geórgia se mostrou mais afiado no boxe do que em outros duelos, mas foram as quedas contra Cody Stamann e selaram seu triunfo na decisão unânime dos juízes após 15 minutos. É a sexta vitória consecutiva do lutador, que tem o maior número de quedas aplicadas na categoria dos galos.

"Eu treino com caras bons e posso misturar tudo. Isso aqui é MMA. O top 15 do peso galo está realmente bagunçado. Para ser sincero, temos quatro ou cinco ex-campeões e eles não estão lutando pelo título. Eles deveriam lutar comigo. Temos Dominick Cruz, TJ Dillashaw, Cody Garbrandt e José Aldo. Devo lutar contra os ex-campeões. Tenho que lutar contra um grande nome porque tenho seis vitórias consecutivas."

Luana Pinheiro vence após desqualificação

Não foi a estreia que ela esperava, mas a vitória veio. Luana Pinheiro conseguiu o triunfo em seu duelo contra Randa Markos após a canadense ser desqualificada da luta por uma pedalada ilegal. Luana vinha melhor no combate e chegou a acertar um dedo no olho de Markos de forma acidental. O duelo teve seu reinicio e após conseguir uma queda e ficar por cima, a brasileira sofreu uma pedalada ilegal de Markos e o duelo acabou encerrado.

TJ Brown vence na decisão dividida

Quinta luta da noite, quinta decisão. TJ Brown e Kai Kamaka travaram outro duelo muito equilibrado no card preliminar, com vitória de Brown na decisão dividida dos juízes. Os dois atletas tiveram bons momentos no combate e conseguiram knockdowns. Kamaka ficou mais tempo no controle no solo, mas Brown foi mais ativo e faturou o duelo na opinião de dois dos três árbitros laterais.

"Para mim, é um sonho que se tornou realidade. Eu não tenho nada além de respeito pelo Kamaka. Sou perigoso e posso finalizar em qualquer momento no Octógono. Estou pronto para começar a obter algumas vitórias mais nítidas. Vocês verão isso no futuro. Amo treinar e competir, a única coisa que amo mais do que isso é meu filho em casa. Estou pronto para voltar para casa, dar um grande abraço nele e comemorar a vitória com ele."

Luana Carolina vence o duelo brasileiro

Os duelos equilibrados marcaram o UFC Vegas 25 - e outro entre eles foi a luta entre as brasileiras Luana Carolina e Poliana Botelho. Depois de 15 minutos bem movimentados, Carolina saiu vitoriosa na decisão dividida dos juízes. As duas brasileiras alternaram bons momentos no combate, com Poliana dominando os primeiros cinco minutos e Luana se recuperando nos dez finais, convencendo dois dos três juízes de que ela merecia a vitória.

"Estou prestes a chorar. Os últimos dois anos foram muito difíceis. Depois da minha primeira vitória no UFC, fraturei minha coluna e muitos médicos me disseram que nunca mais lutaria. Eu queria muito lutar, porque minha última luta foi muito rápida. Não tive a chance de mostrar minhas habilidades."

Lookboonme supera Hughes

Em mais um duelo que acabou na decisão dos juízes, Looma Lookboonmee saiu vitoriosa em seu combate contra Sam Hughes na primeira luta feminina da noite. A tailandesa mostrou seu muay thai afiado novamente, especialmente no clinch, e conseguiu dominar a rival em dois dois três rounds segundo os juízes, tendo seu braço levantado após 15 minutos.

"No geral, não acho que tive um bom desempenho. Com a longa pausa para fora do octógono, me senti lenta. Tenho que admitir que não estava confiante. Preciso ter mais confiança em mim mesma quando luto. Anteriormente, não gosto de assistir minhas adversárias lutarem, mas acho que é importante começar a assisti-las mais agora."

Michailidis vence a primeira no UFC

O MMA grego está em festa. Lutando no peso-médio após sua estreia na categoria de cima, Andreas Michailidis superou KB Bhullar na decisão unânime dos juízes. O lutador grego dominou as ações, acertou os melhores golpes e acuou o canadense, tendo seu braço levantado após 15 minutos de combate.

"Isso é ótimo. Não venci da primeira vez, mas fiz esta noite. Eu tentei o meu melhor para nocautear esse cara, mas ele era duro. Eu dei o meu melhor para acabar com ele, mas não consegui. Depois da minha última derrota, queria provar a todos quem eu sou. Eu queria muito essa vitória. Estarei menos estressado na próxima luta. Vai ser melhor para mim."

"Cabocão" vence na decisão unânime

Foi apertado, mas Felipe "Cabocão" Colares saiu vitorioso na primeira luta da noite. O brasileiro teve dificuldades contra Luke Sanders no 1º round, mas fez um ótimo segundo assalto e conseguiu uma queda nos cinco minutos finais para ter seu braço levantado na decisão unânime dos juízes. Além de sair vitorioso, o brasileiro conquistou um recorde no Octógono e tornando o vencedor com o maior deficit de golpes significativos na história do peso-pena no UFC, acertando 40 vezes menos do que Sanders.

"Estava perdendo a luta e então pensei na minha mãe e que precisava vencer. Eu precisava vencer porque quero ajudá-la. Hoje sou o vencedor e preciso abraçar minha mãe e dizer: ‘Eu te amo. Eu vou te ajudar com seu tratamento'. Obrigado ao UFC por mudar minha vida. Não gosto que minhas lutas cheguem a uma decisão. Gosto de finalizações e nocautes, mas o UFC é outro nível. Esses caras são os melhores do mundo."

Confira todos os resultados do UFC Vegas 25
Card Principal

Jiri Prochazka venceu Dominick Reyes por nocaute aos 4m29s do 2º round;
Giga Chikadze venceu Cub Swanson por nocaute técnico a 1m03s do 1º round;
Ion Cutelaba e Dustin Jacoby terminou em empate dividido (29-28, 28-29, 28-28);
Sean Strickland venceu Krzysztof Jotko por decisão unânime (30-27,30-27, 29-28);
Merab Dvalishvili venceu Cody Stamann por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28).

Card Preliminar

Luana Pinheiro venceu Randa Markos por desqualificação (chute ilegal) aos 4m16s do 1º round;
TJ Brown venceu Kai Kamaka por decisão dividida (29-28, 27-30, 29-28);
Luana Carolina venceu Poliana Botelho por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28);
Loma Lookboonmee venceu Sam Hughes por decisão unânime (triplo 29-28);
Andreas Michailidis venceu KB Bhullar por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28);
Felipe Colares venceu Luke Sanders por decisão unânime (triplo 29-28).

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube