Pular para o conteúdo principal
Noticias

Conor McGregor analisa derrota para Dustin Poirier e volta a mencionar trilogia

Ex-campeão dos leves publicou um comunicado em sua rede social

Passados alguns dias desde a derrota para Dustin Poirier no UFC 257, Conor McGregor publicou em uma rede social uma breve análise da luta. 

No Instagram, o "Notorious" reconheceu que queria focar a sua estratégia no boxe já pensando em uma possível luta contra Manny Pacquiao.


"Gostei de acumular mais algum tempo dentro do famoso Octógono do UFC. 40 segundos em 3 anos é tudo que eu tive para esta luta. Eu estava saboreando cada segundo e curtindo meu trabalho. Foquei em apenas uma disciplina na minha abordagem e postura, usando principalmente o boxe. É o que eu ganho por escolher esse combate e oponente como um precursores para uma luta de boxe contra o Pacman. Eu mereci ter minhas pernas chutadas ao entrar com esse pensamento. Este não é um jogo para brincar", escreveu o lutador. 

Esta foi a primeira vez que McGregor foi nocauteado em sua carreira profissional. No texto, o lutador reconheceu que a estratégia de chutar as pernas empregada por Poirier foi bastante efetiva. 

"Apesar disso, meus golpes estavam afiados e eu estava no controle total. Embora os ataques na perna tenham se acumulado em mim ao longo do tempo. 18 chutes atirados em mim no total, com o último dobrando minha perna totalmente, foi isso. O nervo fibular foi comprometido. Fascinante! Primeira vez que senti isso. Depois, uma tremenda saraivada do meu oponente. Tirei o chapéu! Uma luta bem disputada pelo The Diamond". 

Com uma vitória para cada atleta nos dois encontros que tiveram no Octógono, McGregor voltou a falar sobre uma trilogia. 

"Um a um, com uma peça faltando para a trilogia que vai valer todos os pontos! Uau! Emocionante! Não é uma trilogia que eu esperava, nem a batalha tática que eu esperava, mas eu estaria mentindo se dissesse que isso não era para acontecer. É exatamente assim que sempre foi feito para ser!"