Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Contender Series - Ep. 3: Prévia de todas as lutas

 


O Dana White’s Tuesday Night Contender Series chega para mais uma semana de lutas com 10 dos melhores prospectos do esporte em busca de um lugar no UFC.
O card desta semana conta com alguns veteranos, como o meio-pesado ex-UFC Daniel Jelly, e também um ex-participante do TUF, Jason Jackson, que volta ao octógono pela primeira vez desde a participação na temporada da American Top Team x Blackzilians.
Desde o peso meio-pesado até o peso-pena estarão representados por atletas que buscam deixar boas impressões na noite desta terça.
Tendo dito isso, vamos analisar os confrontos da semana 3 do Dana White’s Tuesday Night Contender Series.
RYAN SPANN X KARL ROBERSON
Os meio-pesados Ryan Spann e Karl Roberson fecham o card desta terça com cada um tentando chamar a atenção de Dana White em uma luta que tem tudo para pegar fogo.
Spann (10-4) tem muita experiência no currículo, tendo enfrentando vários ótimos prospectos no circuito regional ao redor dos Estados Unidos. Com 1,98m, Spann é muito alto para a divisão, e seus longos braços têm lhe servido bem durante sua carreira e já lhe renderam algumas finalizações. Spann venceu cinco oponentes com guilhotinas, então não pisque se ele atacar o pescoço do seu adversário neste duelo.
Já Roberson (4-0) não tem o mesmo tempo de MMA que Spann, mas também tem muita experiência em esportes de combate.
Quando não está competindo no MMA, Roberson já participou de diversas lutas de alto nível de kickboxing, incluindo uma em que entrou de última hora contra a lenda do K-1 Jerome Le Banner em sua primeira luta profissional. Isso diz muito sobre a vontade de Roberson de comparecer a qualquer desafio, e esta oportunidade de lutar em frente a Dana White não será exceção. Oriundo da trocação, Roberson tem um sério poder nos golpes e buscará o nocaute nesta terça.

JASON JACKSON X KYLE STEWART
Este duelo de meio-médios entre Jason Jackson e Kyle Stewart pode acabar sendo o melhor do card considerando o talento que possuem estes dois prospectos.
Jackson (7-2) apareceu pela primeira vez no Radar do UFC como membro do TUF, mas não foi chamado para competir no octógono após o fim do programa. Mas ele não desacelerou desde então, e venceu suas últimas quatro lutas, incluindo um nocaute técnico sobre o duas vezes vice-campeão do TUF, Dhiego Lima. Jackson enfrentou uma série de duros oponentes durante sua carreira, entre eles o atual Top 15 do UFC Colby Covington em sua segunda luta profissional.
Enquanto isso, Stewart (7-0) tem sido perfeito durante seu início no MMA, com uma campanha impressionante nos circuitos regionais. Mais recentemente, ele despachou Ty Freeman por finalização no primeiro round em sua estreia no Legacy Fighting Alliance, e isso veio logo após uma vitória sobre o ex-UFC Estevan Payan. Stewart é definitivamente um nome para ficar de olho, mas terá muito trabalho com Jackson neste card.
GEOFF NEAL X CHASE WALDON
Pode esperar faíscas deste duelo de pesos-médios entre Geoff Neal e Chase Waldon.
Neal (7-2) é um lutador veterano do Texas que aplicou nocautes em suas três últimas vitórias e venceu três de suas últimas quatro lutas. Ele lutou diversas vezes pelo Legacy Fighting Championship antes de recentemente estrear no Legacy Fighting Alliance. Neal gosta de manter um ritmo forte durante suas lutas, o que provavelmente explica suas quatro vitórias no primeiro round. É difícil ver Neal não transformando suas lutas em tiroteios logo de cara.
Já Waldon (11-2) tem um currículo igualmente impressionante com uma longa lista de vitórias dominantes, incluindo 10 triunfos em suas últimas 11 lutas. O único revés nesta sequência foi para o atual atleta do UFC Gerald Meerschaert. Waldon conquistou vitórias das maneiras mais diversas, incluindo com uma rara gravata peruana, um movimento popularizado por CB Dollaway quando chegou ao Ultimate.
Este duelo pode transcorrer no chão ou em pé, mas não há dúvidas de que Neal e Waldon vão deixar tudo no octógono na tentativa de chamar a atenção de Dana White.

ALONZO MENIFIELD X DANIEL JOLLY
O outro duelo de meio-pesados do card será entre o ex-atleta de futebol americano universitário Alonzo Menifield e Daniel Jolly, que busca voltar ao octógono após fazer duas lutas pelo UFC.
Jolly (5-2) foi um bom prospecto vindo do Texas após vencer suas cinco primeiras lutas na carreira. Ele atropelou seus adversários vencendo todos por nocaute ou finalização e ganhou uma chance no UFC. Infelizmente, Jolly acabou enfrentando dois dois mais promissores meio-pesados da organização e foi demitido após derrotas para Misha Cirkunov e Khalil Rountree Jr. Agora, Jolly quer lutar para voltar ao UFC e esta é sua chance de provar que está pronto.
Menifield (3-0) será um teste duro, já que se trata de um atleta muito forte e com muito atleticismo, que pode se transformar em um lutador Top 10 no futuro. Apesar de sua primeira paixão ser o futebol americano, Menifield descobriu que gostava igualmente de lutar, e quando suas chances de se tornar jogador profissional pareceram remotas, ele percebeu que a luta poderia ser uma escolha melhor. Em seus três primeiros combates, Menifield aplicou três nocautes e apenas um oponente chegou à marca de 22 segundos no segundo round.
DAN IGE X LUIS GOMEZ
O veterano peso-pena Dan Ige buscará ampliar sua série de cinco vitórias seguidas no duelo contra Luis Gomez que abre o evento desta terça-feira.
Ige (7-1) é um respeitado veterano que lutou em algumas das melhores organizações dos Estados Unidos e competiu até no Japão pelo Pancrase. O havaiano conquistou mais recentemente uma vitória no Titan FC antes de ser chamado para mostrar do que é capaz no Contender Series.
Gomez (4-0) vem de Cuba e começou no circuito da Flórida, onde construiu um belo começo de carreira com quatro vitórias seguidas. Gomez liquidou três de seus quatro oponentes, então não resta dúvidas de que ele buscará outra vitória rápida no confronto contra Ige. Aos 22 anos, Gomez ainda é jovem, mas certamente pode fazer barulho caso vença nesta semana.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Baixe o aplicativo do UFC