Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Cormier manda recado para Anthony Johnson: "Só me vencerá com um nocaute"

Lutadores fazem revanche que vale o cinturão dos meio-pesados no dia 10 de dezembro

Com a revanche confirmada para o dia 10 de dezembro, no UFC 206, o campeão dos meio-pesados Daniel Cormier aproveitou para já mandar um recado antecipado para Anthony Johnson. Em entrevista nesta terça-feira, "DC" declarou que a única forma de "Rumble" deixar o octógono com o seu cinturão será com um nocaute.

Leia mais: Cormier elege Dominick Cruz o melhor peso por peso do UFC | Daniel Cormier e Anthony Johnson fazem revanche no UFC 206

"Eu respeito o Anthony. Eu gosto muito dele. O considero um lutador fantástico, ele é muito duro e bate muito forte. Mas a verdade é só uma: se ele não me nocautear, ele não vencerá essa luta. Não se pode ter apenas um artifício para a vitória. Ele tem que me nocautear, porque eu sei que ele não conseguirá rolar comigo por 25 minutos. Eu sei que Johnson não conseguirá me finalizar, por isso a única forma de ele me vencer é com um nocaute. Um único caminho para a vitória não é suficiente", disse Cormier ao programa "The MMA Hour".

Nem mesmo a boa fase do adversário, que vem de três vitórias consecutivas, tira o sono de Cormier. O campeão acredita que a chave para vencê-lo novamente está na mesma estratégia utilizada no primeiro encontro, quando finalizou Johnson no terceiro round do UFC 187.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC

"Eu gosto da forma fantástica como Anthony se apresenta em suas lutas. A pessoas imaginam estar vendo um King Kong de 3 metros de altura. Eu gosto que as pessoas o vejam assim, porque eu posso esmagá-lo e mostrar que não importa a imagem que você constrói, quando você entra no octógono o que vale é a sua preparação. Eu gosto da forma que o transformaram em um Super-Homem. Nós lutamos há 1 ano e meio e eu ouvi tudo isso naquela época. Talvez ele esteja melhor, eu não sei…", finalizou.