Pular para o conteúdo principal

Cris Cyborg revela que dança e até pole dance fazem parte de sua preparação

Brasileira também falou sobre a possibilidade de baixar seu peso para enfrentar Ronda Rousey

A lutadora de MMA Cris Cyborg tem ganhado cada vez mais destaque na redes sociais. E não apenas divulgando a sua pesada rotina de treinamentos ou em matérias relacionadas à Ronda Rousey, mas também por viver situações curiosas, muitas vezes em aulas de dança e até praticando pole dance, por exemplo. Mas tudo isso tem um motivo. Segundo a brasileira, essa foi a forma encontrada para unir as suas paixões com a preparação para as lutas.
"Gosto muito de dançar, mas não sou muito de sair à noite e, com o estilo de vida que eu tenho, de muitos treinos, fica muito difícil. Então, adaptei. Durante a semana participo de aula de dança e isso me ajuda a conhecer cada vez meu corpo, ajuda muito na coordenação e não deixa de ser um trabalho de cardio agradável. As aulas são uma mistura de todo tipo de estilo de dança com exercícios”, declarou em entrevista ao blog Na Grade do MMA.

Assine o Canal Combate | Ingressos à venda para o UFC SP

Cyborg também comentou sobre a sua experiência com o pole dance. "Fui convidada para participar de uma aula de pole dance quando estava visitando a cidade de San Jose (EUA), para o evento em que o Tito Ortiz, meu empresário, lutou. Foi mais uma experiência diferente é muito difícil".

A lutadora, no entanto, deixou claro que praticar a modalidade não foi uma forma de expor um outro lado da sua personalidade. "Não sou muito de mostrar esse meu lado sensual, sou do tipo tímida, mas venho trabalhando isso nas fotos que fiz com a atleta e modelo Larissa Reis. Fazer o pole dance foi mais um desafio do que uma tentativa de mostrar meu lado sensual".

Pole dance à parte, Cris Cyborg também falou sobre a possibilidade de enfrentar Ronda Rousey e a dificuldade para descer até 73kg, peso máximo da categoria peso-galo feminino, a qual a campeã do UFC pertence.

"Todos falam que os 2 kg que faltam para chegar ao peso galo não fazem diferença. Pra mim, faz muita diferença. Normalmente, peso 75kg, e meu último exame para saber porcentagem de gordura foi de 7%. Mas isso é mais um desafio na minha carreira. Estou treinando bastante com minha equipe e trabalhando com o meu nutricionista George Lockheart. Esse vai ser um passo pra saber se vou estar preparada para abaixar de categoria ou não", finalizou.
Visite a UFC Store

Baixe o aplicativo do UFC