Pular para o conteúdo principal

Dana confirma próximas lutas pelo cinturão - com brasileiros envolvidos

Presidente do Ultimate também comentou sobre o UFC 187 


Apesar de não ter comparecido à coletiva de imprensa pós-UFC 187 na madrugada do último domingo, o presidente do Ultimate, Dana White, deu uma entrevista ao site da organização comentando sobre os futuros desafiantes ao título dos médios e dos leves, que pertencem a Chris Weidman e a Rafael dos Anjos, respectivamente. Perguntado sobre o próximo adversário do brasileiro, o mandatário não teve dúvidas e cravou um dos nomes mais esperados pelos fãs.

- Belfort começa arrasador, mas é nocauteado por Weidman no UFC 187

"Cowboy Cerrone é definitivamente o próximo desafiante ao cinturão. Ele luta contra qualquer um, em qualquer lugar, a qualquer hora. Ele sempre mantém a compostura, aceita os duelos, pareceu muito bem essa noite. Cowboy é o próximo da fila".

- Visite a UFC Store

Quanto ao próximo rival de Weidman, Dana revelou que teve uma conversa com o empresário de Ronaldo Jacaré e que o brasileiro seria o próximo desafiante, mas depois recuou ao falar que Luke Rockhold também está no páreo."O empresário do Jacaré me ligou no final da luta entre Weidman e Belfort disse que Jacaré estava pronto para o Chris Weidman. Então, provavelmente será Jacaré contra Chris Weidman em seguida. Na verdade, tudo pode acontecer. Luke Rockhold é, obviamente, o desafiante número um, vamos ver o que acontece".

- Weidman x Belfort: os melhores posts

Dana também comentou sobre o UFC 187, especialmente sobre os combates pelo cinturão. "As duas lutas principais aconteceram exatamente do jeito que eu pensei que aconteceriam. Eu achei que o Vitor iria entrar nos primeiros dois rounds explosivo e rápido. Ele pareceu muito relaxado, suas mãos estavam muito boas, tanto é que ele pegou o Chris com alguns grandes golpes, o colocou contra a grade tentando finalizá-lo, mas o Chris tem um queixo de ferro. Eu sabia que, se ele pudesse amortecer os golpes do Vitor, a luta poderia acabar do jeito que acabou. Quanto à luta principal, sem dúvida, Anthony Johnson tinha a chance de machucar o Daniel Cormier, mas se ele não fizesse isso, achei que seriam dois rounds de wrestling onde Cormier iria cansá-lo e, talvez, pudesse até finalizá-lo ou fazer esse jogo por cinco rounds