Pular para o conteúdo principal

Declaração do UFC sobre Michael Johnson

 

O peso leve do UFC Michael Johnson estava impedido de competir na organização, após sua prisão referente a uma disputa doméstica em Palm Beach County, Flórida, em abril de 2014. Tendo em conta que as alegações contra Johnson constituíam em potencial violação da Política de Conduta do Lutador do UFC, a organização temporariamente impediu Johnson de competir enquanto aguardava a conclusão do inquérito. Após analisar e pesquisar exaustivamente, o que incluiu entrevistas pessoais com o atleta e a confirmação que as obrigações exigidas pelo UFC estavam sendo cumpridas - Johnson está novamente apto para competir e vai começar a treinar para sua próxima luta no UFC Fight Night: Evans vs. Teixeira, em Porto Alegre, Brasil. O UFC vai continuar monitorando a condição de Johnson. Ele deve cumprir integralmente a Política de Conduta do Lutador do UFC e todas as outras obrigações contratuais e adicionais, a fim de continuar a competir no UFC.

Todos os atletas do UFC são obrigados a cumprir a Política de Conduta do Lutador do  UFC, assinada juntamente com seu contrato luta. O UFC não tolera qualquer violação dessa política. A organização está empenhada em investigar exaustivamente todas as alegações e tomar as medidas apropriadas.