Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Demetrious Johnson não vê Henry Cejudo como ameaça: "É muita badalação"

Lutadores fazem o co-main event do UFC 197, neste sábado (23)

Partindo para a sua oitava defesa de cinturão, Demetrious Johnson não demonstra muita preocupação ao analisar Henry Cejudo, adversário na segunda luta mais importante do UFC 197,neste sábado (23), em Las Vegas. Único campeão da categoria, criada em 2012, "Mighty Mouse" acredita que o seu adversário é superestimado.

Jones ainda melhor | Poder de nocaute | Assine o Combate
"Não quero dizer que há muita badalação em cima dele, não ouvi nada a respeito, acho que apenas não dei importância. Não venho prestando atenção nas notícias ultimamente, então não sei nada sobre isso. Não ligo", declarou o campeão em entrevista ao Combate.com.
Nem mesmo as credenciais de Henry Cejudo, medalhista de ouro nas Olimpíadas de Pequim, em 2008, e invicto há dez lutas, tiram o sono do campeão. Demetrious, inclusive, questiona até a condição de desafiante do lutador.

"Não sou eu quem tenho que dizer, já ouvi muitas pessoas dizendo que não acham que ele mereça (o posto de desafiante). Como eu disse, não sou eu quem tenho que dizer, apenas continuo nocauteando todo mundo e eles continuam se enfileirando, mas eu continuo fazendo o meu trabalho e vencendo. Só o meu treino e todos os anos que eu tenho competido no esporte, isso me fez superar todos os adversários que tive no MMA em geral. As pessoas que eu enfrentei são as melhores desse esporte. Já enfrentei caras muito duros, já derrubei caras tantas vezes e esses caras continuavam vindo. Eu vou entrar lá e lutar, treinar duro para continuar saudável", explicou.

Receba as novidades do UFC no WhatsApp! Basta mandar um "olá" para (11) 94559-5935!

Aos 29 anos e um dos lutadores mais dominantes da história do UFC, Demetrious Jonhson explica o motivo de sua postura cética quanto às possibilidade de Henry Cejudo ameaçar a sua hegemonia na categoria peso mosca.
"É como eu ganho dinheiro, é como qualquer um dos jornalistas que está aqui. Vocês querem a próxima melhor história, eu quero ser o melhor campeão peso mosca da história e, até agora, estou no caminho certo. Já fiz oito defesas de cinturão, acho que é uma boa história e me sinto motivado para continuar passando por cima de quem cruzar o meu caminho", finalizou.