Pular para o conteúdo principal

Do Bronx não quer dar chances a Lentz: “Vou vencer, não importa como"

Lutadores se enfrentaram em 2011 e duelo terminou em “No Contest” 


Companheiro de treinos de Lucas Mineiro, Thomas Almeida e Felipe Sertanejo, o peso-pena Charles “Do Bronx” Oliveira volta ao octógono neste sábado (30) para sua revanche contra Nik Lentz na segunda luta mais importante do UFC Goiânia. Vindo de três vitórias consecutivas e ocupando a oitava colocação no ranking da divisão, o brasileiro sabe da importância de uma vitória para tentar chegar ao top 5 da categoria e ficar cada vez mais perto de disputar o cinturão.

- Assine o Canal Combate e não perca nenhum momento do UFC

“Ele é um cara do wrestling, que trabalha agarrado, mas quem trabalha agarrado comigo faz aquilo que mais gosto de fazer, que é meu jiu-jitsu. Quero colocar minha mão nele, trabalhar meu muay thai e meu jiu-jitsu e conseguir mais uma finalização ou até mesmo o meu primeiro nocaute no UFC. Depois disso peço minha próxima luta para chegar ao top 5 e sonhar com o meu objetivo, que é ser campeão””, comentou o brasileiro ao UFC Brasil.

- "Vou colocar meu jogo em cima e sair com a vitória", diz Charles do Bronx

Do Bronx e Lentz se enfrentaram pela primeira em vez em 2011, quando ambos ainda atuavam no peso-leve. Os lutadores faziam um belíssimo combate, até o brasileiro acertar o rival com uma joelhada ilegal, que passou desapercebida pelo árbitro, e finalizar o combate com um mata-leão. Após rever o incidente, a Comissão Atlética do Estado da Pensilvânia alterou o resultado da luta para “No Contest”, mas mesmo assim os dois atletas ganharam o prêmio de “Luta da Noite”.

- Charles do Bronx aplica mais uma bela finalização

O resultado, no entanto, não foi bem digerido pelo brasileiro, que sempre pediu uma nova chance contra o norte-americano. Os atletas inicialmente voltariam a se enfrentar em setembro de 2014, mas Do Bronx passou mal no dia do confronto e teve que desistir do combate. Agora, após quatro anos do primeiro combate, chegou a hora do brasileiro tirar o nó da garganta e mostrar que tem todas as ferramentas necessárias para vencer o rival. “Estou aprendendo cada vez mais a parte em pé e vou colocar meu jogo onde ele der brecha. Meu foco agora é só o Lentz e, como meus treinadores dizem, o importante é vencer, não importa como".