Pular para o conteúdo principal

A fantástica jornada do UFC no final de 2014

Preparamos uma lista com as nove lutas mais esperadas até o final do ano. A lista tem os brasileiros José Aldo,  Fabrício Werdum, John Lineker e Junior Cigano

Nas últimas oito semanas, o UFC produziu nada mais, nada memos, que dez eventos. A ‘temporada’ terminou com o UFC Fight Night Halifax, no último sábado (04). O evento foi selado pelo nocaute de Rory MacDonald sobre Tarec Saffiedine.

O respiro de duas semanas dá a oportunidade de analisar os próximos duelos do ano. E, cá entre nós, ainda tem muita luta boa pela frente, principalmente para o Brasil! Tem Aldo defendendo o título dos penas contra Chad Mendes, no UFC 179, no Rio de Janeiro; Werdum em busca do cinturão dos pesados contra Cain Velasquez, no UFC 181, no México e a esperada volta de Junior Cigano, no UFC Phonex, em dezembro.

Confira a lista do que ainda temos esse ano!

José Aldo vs. Chad Mendes - UFC 179 (25 de outubro)

A revanche tem todos os ingredientes para ser especial – Aldo está ‘afiado’ e provocador como nunca. Já Chad Mendes ainda sente o gosto amargo da derrota contra o brasileiro, a única na carreira, no UFC 142, em 2012, no Rio de Janeiro.

Para quem não se lembra do UFC 142, Mendes parecia no caminho certo para vencer o primeiro round da disputa, até que Aldo defendeu uma queda junto as grades, se livrou da pegada e aplicou uma joelhada precisa, apagando o adversário.

Depois do triunfo contra Mendes, o brasileiro ainda defendeu o cinturão mais três vezes, vencendo todas elas. Já o desafiante elevou seu estilo de luta, aprimorou seu poder de nocaute e deixou, seu já temido wrestling, ainda mais afiado. A combinação lhe rendeu cinco vitórias seguidas.

Lutando mais uma vez na casa de Aldo, Mendes tenta encerrar o reinado do brasileiro, enquanto o campeão busca sua sétima defesa de título seguida e, novamente, celebrar com a torcida carioca.

Luke Rockhold VS. Michael Bisping - UFC Fight Night: Rockhold VS. Bisping (08 de novembro)

A rixa entre os dois é antiga. O desafeto começou antes mesmo de Rockhold fazer sua transição para o UFC, após conquistar o cinturão peso médio do extinto Strikeforce. Agora, após meses de provocações, eles estarão finalmente dentro do mesmo octógono.

Logo que a luta foi oficializada, fãs do mundo inteiro marcaram o dia 08 de novembro na agenda. A rivalidade entre os dois promete parar a cidade de Sidney.

Rockhold foi excepcional em suas duas últimas aparições, liquidando Costas Philippou e Tim Boetsch. Já "The Count" vem de sua apresentação mais dominante até aqui - uma surra de 16 minutos sobre Cung Le no final de agosto.

Ian MCall VS. John Lineker - UFC Fight Night: Shogun vs Manuwa (08 de novembro)

O duelo significativa um lugar na corrida pelo título. E, mesmo que não tivesse todo esse potencial, bastaria os estilos opostos dos dois para garantir um lutaço.

Em seu útlimo evento, contra o veterano Brad Pickett, McCall teve um desempenho marcante e chegou a segunda vitória seguida. Antes disso, o lutador perdeu seus três primeiros duelos no UFC.

Mostrando uma trocação rápida e precisa, que tinha levado o peso mosca ao topo do mundo antes de sua chegada ao Octógono, McCall parece ter colocado as distrações de lado e voltou as atenções para uma terceira luta com o campeão peso mosca Demetrious Johnson.

Já o brasileiro John Lineker chega credenciado por um nocaute sobre Alptekin Ozkilic. Outro ponto positivo é que Lineker bateu o peso nos seus últimos duelos. Com 24 anos, o brazuca era conhecido como uma ameaça para a categoria. Tudo indica que ele descobriu a fórmula para atingir o limite dos 56kg.

Jake Ellenberger VS. Kelvin Gastelum - UFC 180 (15 de novembro)

Com o surpreendente tirunfo diante de Uriah Hall na final do The Ultimate Fighter 17, Gastelum se estabeleceu como uma promessa na organização. Para melhorar, baixou para o meio-médio e emplacou uma trinca de vitórias, ocupando atualmente a 11ª posição no ranking. Agora, contra Ellenbergerm na luta co-principal de estreia do UFC no México, ele tem a chance de romper a barreira do top 10 ou, quem sabe, dos top 5.

Apesar "The Juggernaut" não viver boa fase, com duas derrotas seguidas, o veterano de 29 anos não é só um coadjuvante dentro do UFC. Sem dúvida, esse será um grande teste para o talentoso lutador de Yuma, Arizona.

Se o atleta de Nebraska voltar a velha forma, que lhe garantiu oito vitórias em nove lutas, o duelo contra o vencedor do TUF soltará faíscas.

Cain Velasquez VS Fabricio Werdum - UFC 180
No momento em que Velasquez entrar no octógono para defender o título dos pesos pesados do UFC contra Werdum, 13 meses terão se passado desde que ele consolidou sua posição no topo da divisão, com a vitória no segundo assalto sobre ex-campeão Junior dos Santos no UFC 166.

Velasquez terá pela frente um adversário que está na melhor forma de sua carreira, com um histórico de contrariar as probabilidades e de recompensar aqueles que apostam o indicam como azarão. Desde sua vitória por finalização sobre Fedor Emelianenko, passando pelo triunfo por decisão contra Travis Browne em abril, Werdum tem aproveitado as chances de contrariar os críticos.

Se ele fizer isso novamente no próximo mês, na Cidade do México, será o novo campeão dos pesos pesados do UFC.

Frankie Edgar VS. Cub Swanson - UFC Fight Night: EDGAR VS. SWANSON (22 de novembro)

Com Conor McGregor construíndo seu caminho para uma disputa de título após brilhante exibição no UFC 178, e Aldo e Mendes prontos para lutar pelo cinturão ainda este mês, Edgar e Swanson irão colidir em Austin, EUA, em busca de impedir uma furada de fila de "The Notorious ", e assim ganhar uma oportunidade de enfrentar o campeão peso pena antes do irlandês.

"The Answer" sobrou contra BJ Penn, alcançando a segunda virória seguida e se consolidando na elite na divisão peso pena. Entretando, Swanson acumulou vitórias desde que perdeu em sua estréia no UFC para Ricardo Lamas, há pouco menos de três anos. "Killer Cub" está com seis consecutivas, quatro delas contra Top 15 da categoria. Se ele colocar Edgar nesta lista, não poderá ser ignorado para uma possível disputa de título.

De qualquer maneira, este deve ser um toma-lá-da-cá frenético, naquela que está rapidamente se tornando uma das divisões mais competitivas e interessantes no UFC.

Anthony Pettis VS. Gilbert Melendez UFC 181 (06 de dezembro)

A espera para ver Pettis defender o título dos leves, que ele tomou de Benson Henderson, está prestes a terminar. Seu confronto com Melendez acontecerá dentro de menos de dois meses.

"Showtime" pode ser, atualmente, o lutador mais empolgante. Um striker criativo, com instintos para liquidar qualquer adversário, e um vasto jogo de solo. Apesar das lesões e da inatividade tê-lo limitado a apenas quatro aparições ao longo dos últimos três anos, o campeão de 27 anos está com 4-0, nas últimas quatro lutas, sendo que as três últimas não passaram do primeiro round.

Se Pettis tem o brilho, Melendez é seu contrapeso – casca-grossa de mãos pesadas, wrestling forte e raça.

Você não vai ver "El Nino" tomando impulso nas grades para aplicar um chute “Matrix”, mas o último campeão dos leves do Strikeforce vai lutar com unhas e dentes do começo ao fim. Depois de perder por decisão dividida, em sua primeira tentativa de capturar o ouro do UFC, ele vai fazer tudo para garantir que esta luta não fique nas mãos dos jurados.

Johny Hendricks VS. Robbie Lawler II - UFC 181

Candidata a melhor luta do ano, o duelo será o último com um cinturão em jogo em 2014. A disputa substitui Chris Weidman e Vitor Belfort no topo do card do UFC 181, no início de dezembro.

Além de ser uma continuação de uma das melhores duelos de 2014, o que torna este segundo confronto entre Hendricks e Lawler ainda mais alucinante é o que cada um fez desde o primeiro combate.

Após conquistar a vitória e o título vago em março, Hendricks revelou que tinha lutado com o músculo do bíceps rompido. Ele passou por uma cirurgia para reparar a lesão. Se nos atentarmos em como ele lutou naquela ocasião, o que podemos esperar dele agora que está com 100% de suas condições?

Lawler se manteve em ritmo acelerado após a luta pelo cinturão, com vitórias consecutivas sobre Jake Ellenberger e Matt Brown. Muitos acreditam que "Ruthless" causou mais danos na primeira luta entre os dois e, com essa experiência em seu currículo, será interessante ver que ajustes o veterano fez para o dia 6 de dezembro. 

 
Junior dos Santos VS Stipe Miocic - UFC Fight Night: Dos Santos VS. Miocic (13 de dezembro)

Este pode ser o confronto mais intrigante da lista.

De um lado está Cigano, o ex-campeão dos pesos pesados, competindo pela primeira vez desde a sua segunda derrota para atual campeão Cain Velasquez. O brasileiro tem verdadeiras marretas em suas mãos e é, sem dúvida, um dos melhores pesos pesados do esporte. Depois de mais de um ano lutando contra lesões e vindo de uma derrota no UFC 166, muitas pessoas estão curiosas para ver como ele responde em seu retorno.

Do outro lado está Miocic, um nome que vem surpreendo os críticos e que buscou encarar o ex-campeão após o primeiro confronto entre os dois ter sido adiado em maio. Com uma série de três vitórias e com um jogo bem completo, o nativo de Ohio poderá ganhar uma chance pelo cinturão se despachar o ex-campeão.

Além disso, quem não gosta de ver dois pesos pesados com poder de nocaute colidirem?