Pular para o conteúdo principal

Floyd Mayweather, o atleta milionário: talento no boxe vem de herança familiar

Norte-americano encara o filipino Manny Pacquiao no sábado (2), na “Luta de boxe do Século”

Esportista mais bem pago do mundo, o boxeador norte-americano Floyd Mayweather Jr. colocará seus cinturões dos meio-médios da Associação Mundial de Boxe (AMB) e do Conselho Mundial de Boxe (CMB) em jogo neste sábado (2), quando encara o campeão da mesma categoria pela Organização Mundial de Boxe (OMB): o filipino Manny Pacquiao. A chamada “Luta de boxe do Século” será realizada em Las Vegas e terá transmissão ao vivo e exclusiva do Canal Combate a partir das 22h.

- Assine o Canal Combate e não perca nenhum momento de Mayweather x Pacquiao

Nascido com o nome de Floyd Joy Sinclair, Mayweather passou a utilizar o sobrenome de seu pai quando começou a lutar na arte nobre. O norte-americano vem de uma família de boxeadores – é sobrinho do bicampeão mundial Roger “Black Mamba” Mayweather, além de seu pai, Floyd Mayweather Sr. também ter sido lutador – e desde criança pensou em seguir a profissão, tendo um recorde no esporte amador de 84-6 e vencendo o torneio “Golden Gloves” em 1993, 1994 e 1995. Aos 19 anos, ele participou da Olimpíada de Atlanta, em 1996, ficando com a medalha de bronze na categoria dos penas ao perder nas semifinais para o búlgaro Serafim Todorov – sua última derrota.

“Ninguém pode fazer uma lavagem cerebral e me fazer crer que Sugar Ray Robinson e Muhammad Ali foram melhores do que eu. Sou o melhor de todos os tempos”, comentou o boxeador segundo o Globo Esporte.com, que está invicto em 47 lutas (26 nocautes) aos 38 anos de idade.

Conhecido como “Money”, Mayweather gosta de ostentar luxo e riqueza por onde passa, desde pagar todas as compras que faz com dinheiro vivo (incluindo casas) até postar vídeos nas redes sociais de seus amigos contando as notas de 100 dólares guardadas em sacos ou malas. Além disso, o boxeador faz questão de comprar as roupas de seus funcionários e tem uma incrível coleção de carros – todos brancos e pretos – que ficam separados em suas mansões em Las Vegas (brancos) e Miami (pretos).

Apesar de ser bem-sucedido no esporte, Mayweather passou por uma infância difícil em New Jersey, ficando muitas vezes sem eletricidade em sua casa e se deparando com viciados em drogas no quintal. Agora, com milhões acumulados, ele pensa em se aposentar ainda neste ano. “Pacquiao é um dos melhores da sua era, mas vou fazer como nas outras 47 lutas. Eu sempre fui um vencedor. No entanto realmente não gosto disso mais, de toda essa mídia. Agora é tudo sobre negócios, não é divertido. É muita câmera, repórter, parece um casamento real. Vou me aposentar em 2015”.