Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

A força está com os galos

Uma das categorias mais fortes do Brasil tem quatro representantes no UFC Vegas

Foi-se o tempo em que o Brasil no MMA era representado apenas por atletas das categorias mais pesadas. Com a inclusão das divisões abaixo dos 70 quilos no Ultimate a partir de 2011, toda uma nova gama de talentosos lutadores ganhou espaço no octógono e transformou a categoria dos pesos-galos, em particular, em uma das principais potências do país.
Atualmente são três os brasileiros entre os 10 melhores galos no ranking oficial do UFC: Raphael Assunção, John Lineker e Thomas Almeida, sendo que o ex-campeão Renan Barão não figura mais na lista após subir para o peso-pena. E no dia 7 de julho, no UFC Vegas, serão nada menos que quatro atletas do país em ação, tentando serem os próximos a ocupar um lugar na lista.
Felipe Sertanejo

O mais experimentado dos quatro dentro do octógono é o paulista Felipe Sertanejo, que faz sua nona luta no Ultimate. Sertanejo chegou à organização em 2011 como um peso-pena, e, após intercalar algumas vitórias e derrotas, optou por um corte de peso mais brusco para competir pelos galos, em 2015.
A escolha se mostrou acertada, e Felipe conquistou uma importante vitória em sua primeira luta no novo peso, finalizando o experiente Yves Jabouin no primeiro assalto, no último mês de agosto. De olho na inédita segunda vitória seguida dentro do octógono, Sertanejo enfrenta Jerrod Sanders, que vem de vitória sobre Russell Doane.
Leia também: Em números - UFC Vegas | As 10 melhores lutas de julho
Pedro Munhoz

Russell Doane este que, por sua vez, será o adversário do brasileiro Pedro Munhoz em Las Vegas. Apesar de ter mostrado grande potencial em suas quatro lutas no Ultimate, Munhoz ainda não conseguiu se firmar, e tem apenas uma vitória dentro do octógono, um nocaute avassalador sobre Matt Hobar em 2014.
Não que o caminho não tenha sido extremamente complicado: Pedro estreou entrando de última hora em duelo contra Raphael Assunção, o qual perdeu por decisão dos jurados, e vem, atualmente de derrota por decisão dividida para o norte-americano Jimmie Rivera, que ostenta uma invencibilidade de quase oito anos. Todavia, contra Doane, o brasileiro de 29 anos espera voltar ao caminho das vitórias para começar a corresponder toda a expectativa criada ao seu redor.
Reginaldo Vieira

Campeão do TUF Brasil 4, Reginaldo Vieira também entra em ação nesta quinta-feira, e faz sua primeira luta desde a vitória sobre Dileno Lopes na final do reality, em agosto de 2015.
O adversário de Reginaldo será o mexicano Marco Beltrán, revelado pelo TUF América Latina. Beltrán não foi tão bem como o brasileiro no reality, caindo na semifinal, mas está tendo sucesso em sua trajetória no octógono, com vitórias sobre Marlon Vera e Guangyou Ning, esta última em novembro de 2015.
Dileno Lopes

Vice-campeão do TUF Brasil 3, Dileno estreou no octógono sendo derrotado justamente por Reginaldo na final do reality, naquela que foi apenas a segunda derrota em 20 combates na carreira. Ele também volta à ação pela primeira vez desde agosto de 2015, e terá pela frente o norte-americano Anthony Birchak.
Birchak não guarda boas recordações da primeira - e até agora única - vez que enfrentou um brasileiro. Foi em sua luta mais recente, em novembro de 2015, e ele acabou brutalmente nocauteado por Thomas Almeida ainda no primeiro round.
Entre pesos-galos, já temos um ex-campeão e três atletas entre os 10 melhores do mundo. No UFC Vegas, primeiro evento da International Fight Week, serão mais quatro oportunidades para reafirmar a força do Brasil na categoria e apresentar novos nomes a uma divisão dinâmica, que já teve três campeões em apenas cinco anos de existência.
Assine o Combate | O canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC