Pular para o conteúdo principal

Holloway x Ortega: a 1ª disputa de título do UFC entre nascidos nos anos 90

Campeão e desafiante dos pesos-pena comprovam consolidação da nova geração

No início da semana, mostramos como existe uma nova geração de lutadores que, ao longo do primeiro semestre de 2018, bateu de frente com veteranos consolidados e comprovou que está em curso uma passagem de bastão para os talentos do futuro no Ultimate. Confira aqui.
Mas existem também exemplos desta nova safra que já abandonaram o status de promessa e se tornaram realidade, como é o caso de Max Holloway e Brian Ortega, que, no UFC 226, dia 7 de julho, farão a primeira disputa de título da história da organização entre dois atletas nascidos nos anos 1990.
Para se ter uma dimensão do que isso significa, o desafiante ao cinturão dos penas tinha dois anos de idade quando foi realizada a primeira edição do UFC, enquanto o atual campeão da categoria comemoraria seu segundo aniversário um mês depois.
Quando a divisão da qual eles são atualmente os dois principais expoentes foi criada no Ultimate, com a defesa de título de José Aldo sobre Mark Hominick no UFC 129, Holloway e Ortega ainda davam seus primeiros passos no esporte, e tinham em seus cartéis apenas três e cinco lutas profissionais, respectivamente.
Hoje, Max Holloway soma 12 vitórias seguidas no octógono, e é dono da quinta maior sequência invicta da história da organização, tendo vencido em suas duas últimas lutas o primeiro e maior campeão dos penas que o Ultimate já teve, enquanto Ortega segue invicto na carreira, e em seus dois compromissos mais recentes passou pelos veteranos Cub Swanson e Frankie Edgar, finalizando o primeiro sendo o primeiro na história a nocautear o segundo.
Holloway e Ortega são dois dos principais nomes de uma safra que promete, em um futuro bem próximo, dominar o Ultimate. Hoje, já são três os campeões da organização nascidos a partir de 1990: Robert Whittaker e Rose Namajunas são os outros dois, além de Max.
A disputa pelo cinturão dos penas no próximo sábado é uma marca simbólica de que a nova geração chegou. E mal podemos esperar para ver do que eles são capazes.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube