Pular para o conteúdo principal

Ildemar Marajó é 'neutralizado' por Kenny Robertson

O paraense Ildemar Marajó encarou o norte-americano Kenny Robertson na quinta luta das preliminares do UFC 175.

Válido pelos meio-médios, o desafio começou quente. O atleta do Tio Sam logo partiu para o clinch, passou a trabalhar joelhadas nas coxas e pisões nos pés do oponente.

Com as costas nas grades do octógono, Marajó engoliu uma queda e teve de se defender dos fortes ataques do adversário na meia-guarda até o primeiro intervalo.

O brasileiro teve alguns bons lampejos na segunda etapa, quando se manteve em pé e usou a envergadura para evitar ataques mais fortes. Um chute alto de esquerda que acertou a têmpora de Robertson e o tonteou momentaneamente foi o momento mais marcante.

Ambos demonstraram cansaço nos minutos finais. Robertson grudou nas pernas do oponente, conseguiu a queda e montou, mas o brasileiro usou o forte instinto de sobrevivência e segiu vivo no combate.

O terceiro assalto trouxe novamente a pressão do norte-americano nos clinches e jogo de abafa. Perdido taticamente, Marajó mandou sequências de chutes, que não foram suficientes para deter o ímpeto de Robertson.

Com os dois atletas cansados, o combate se transformou em verdadeira guerra de nervos nos minutos finais. O melhor momento do norte-americano veio com um forte overhand de direita, que pegou de raspão mas desnorteou o brasileiro. No fim, Kenny Robertson foi decretado vencedor na decisão unânime.