Pular para o conteúdo principal
Jéssica Andrade se aquece nos bastidores antes do duelo com Cynthia Calvillo no UFC 266 (Chris Unger/Zuffa LLC)
Entrevistas

Jéssica Andrade mira cinturão em retorno ao peso-palha

A ex-campeã Jéssica Andrade está de volta ao peso-palha. A brasileira retorna ao Octógono em 23 de abril para enfrentar Amanda Lemos em um duelo programado para cinco rounds, ainda sem local definido.

Muito bem humorada, a lutadora conversou com o UFC Brasil sobre o retorno para a categoria que teve tanto sucesso. "Fazer história é uma coisa muito importante. Consegui me dar muito bem em todas as categorias que entrei. Eu estou muito feliz de retornar à categoria dos palhas. É uma categoria que me trouxe muitas alegrias, meu primeiro nocaute, o cinturão, então acho que regressar para ela vai ser muito bom para mim, para minha carreira".

Leia também: Amanda Lemos está pronta para sua primeira luta principal no UFC

Jessica Andrade of Brazil celebrates her TKO victory over Katlyn Chookagian in their women's flyweight bout during the UFC Fight Night event inside Flash Forum on UFC Fight Island on October 18, 2020 in Abu Dhabi, United Arab Emirates. (Photo by Josh Hedges/Zuffa LLC)
Jessica Andrade of Brazil celebrates her TKO victory over Katlyn Chookagian in their women's flyweight bout during the UFC Fight Night event inside Flash Forum on UFC Fight Island on October 18, 2020 in Abu Dhabi, United Arab Emirates. (Photo by Josh Hedg

A brasileira comentou que teve uma passagem positiva no peso-mosca, mas está de olho em uma trilogia com a atual campeã dos palhas, Rose Namajunas. "Foi uma experiência maravilhosa no peso-mosca e se tiver a oportunidade de lutar de novo, eu estou dentro, mas no peso-mosca não tinha mais adversária. As meninas que tinham foram marcando lutas, ofereceram para lutar comigo e ninguém quis. Então vou voltar para o peso-palha, ver se consigo a vitória e, quem sabe, lutar de novo pelo cinturão com a Rose".

O caminho até o cinturão, porém, não será moleza. A ex-campeã sabe que tem contra Amanda um desafio complicado. "A Amanda, assim como eu, tem essa vontade de vencer dentro de si. Não entra com medo de perder, mas com vontade de ganhar. Eu sinto muito orgulho em poder lutar com uma atleta como ela, que vem em uma ascensão grande, em uma sequência de vitórias. A Amanda é uma das meninas mais cotadas para o cinturão, junto da Marina Rodriguez. Então ver a força, garra e determinação dela é muito legal".

ABU DHABI, UNITED ARAB EMIRATES - OCTOBER 18: (L-R) Jessica Andrade of Brazil punches Katlyn Chookagian in their women's flyweight bout

Jéssica também acredita que sua experiência pode ser um diferencial. "Estou pronta pro chão, tô pronta para a trocação. Venho melhorando cada vez mais meu boxe. Então vocês verão uma Jéssica mais rápida, com mais movimentação e esquivas boas. Aprendi a fazer meu jogo usando o que o adversário tem de melhor. Então acho que eu consigo fazer essa luta com a Amanda de uma forma boa. Se eu mantiver a minha distância, talvez eu consiga nocautear ou finalizar".

Por fim, a ex-campeã disse esperar que o duelo não dure os 25 minutos e que os fãs fiquem felizes com o que irão assistir. "Tem tudo para essa luta não ir para os cinco rounds, mas tudo pode acontecer. Quem sabe ela não me surpreende? Vai que ela melhorou o gás, a trocação e a gente consiga fazer essa luta por cinco rounds? Vai ser um showzaço para todo mundo".