Pular para o conteúdo principal

Jones sensibilizado com doping e franqueza de Sonnen: 'quase mereceu exceção'

Campeão meio-pesado admirou a sinceridade do falastrão norte-americano

A aposentadoria de Chael Sonnen ainda repercute no universo do UFC. Para quem não lembra, o falastrão norte-americano falhou em antidoping proposto pela Comissão Atlética de Nevada, mas assumiu a culpa publicamente, afirmou que ele e a esposa têm sérios problemas de fertilidade e que as substâncias acusadas no teste foram usadas para tentar sanar isso.

O caso tirou Sonnen da disputa contra Vitor Belfort, agendada para o UFC 175, dia 5 de julho. O lutador então anunciou que penduraria as luvas aos 37 anos. Campeão dos meio-pesados, Jon Jones - venceu Sonnen por nocaute no UFC 159 -  participou recentemente do programa  The MMA Hour, e disse ter ficado bastante sensibilizado com o caso. 

“Acho que a postura dele (Sonnen) foi muito responsável. Eu o admiro por se mostrar tão vulnerável e falar para todos sobre a real situação que passa com sua esposa, essas coisas”, afirmou Jones.

“Tenho sido bastante irredutível sobre lutadores que usam esteroides e tentam burlar as regras de alguma forma. Mas ele quase mereceu ser uma exceção, pela forma como lidou e o jeito que foi tão honesto com fãs e lutadores sobre toda essa situação desagradável”, emendou.

“Nunca foi bom para o esporte ver algo assim. Mas de certa forma foi uma vitória para Chael, porque ele colocou para fora algo que o incomodava e foi bastante sincero sobre tudo”, emendou.