Pular para o conteúdo principal

José Aldo e Chad Mendes batem o peso e estão prontos para o UFC 179

Dono do cinturão dos penas mostrou empolgação e garantiu que o título fica no Brasil

Como era de se esperar, a torcida lotou o ginásio do Maracanãzinho na tarde desta sexta-feira (24) para a pesagem do UFC 179. Com encaradas tranquilas e poucas provocações, apenas três dos 22 lutadores não conseguiram bater o peso para o evento de amanhã, no mesmo local, a partir das 21h.
Ao contrário de quando se encontraram anteriormente, a rivalidade entre José Aldo e Chad Mendes deu lugar ao respeito durante a encarada. Os dois atletas atingiram a marca de 65,8 kg e estão liberados para disputarem o cinturão.
Aldo entrou ovacionado pelos fãs, tendo seu nome cantado pela plateia. Muito empolgado, o campeão precisou ficar sem roupa para conseguir bater a peso, enquanto Mendes atingiu o limite exato da categoria. Bastante vaiado aos gritos de “Uh, vai morrer!”, o atleta da Team Alpha Male pediu para a torcida aumentar o tom das provocações enquanto se preparava para subir na balança.
Depois da pesagem, os dois lutadores mostraram confiança para a luta. “Muita coisa mudou. Vi os erros que cometi na primeira luta. É difícil falar tudo o que mudou. Corrigi os erros e estou pronto para essa nova batalha”, afirmou o americano ao ser perguntado o que havia de diferente entre o lutador do UFC 142 e o de agora.
O atual campeão, por sua vez, enfatizou que está preparado para sair vitorioso e pediu o comparecimento da torcida. “Assim como ele, muitos tentaram. Podem ficar tranquilos que esse cinturão vai ficar aqui. Amanhã conto com a presença de todos”, disse Aldo.
Glover Teixeira e Phil Davis não tiveram problemas para conseguirem marcar 93 kg na balança. O brasileiro também foi muito aplaudido pela torcida e retribuiu todo o carinho do público. A encarada mais tensa foi entre os meio-médios William Patolino e Neil Magny. O finalista do The Ultimate Fighter Brasil 2 fechou a cara e trocou provocações com o americano.
Entre os atletas que não bateram o peso estão o americano Tony Martin e o brasileiro Fabrício Morango. Os dois farão a luta de abertura do card preliminar e ambos ficaram acima dos 70,8 kg permitidos, com 71,2 kg e 71,7 kg respectivamente. Já o peso-galo Scott Jorgensen bateu 58,1kg, sendo que o limite entre os moscas é de 57,2kg. Eles terãouma hora para perder o peso excedente, ou serão multados pela comissão atlética.
Confira o resultado da pesagem:
Card Principal
Peso-pena (até 65,8kg): José Aldo (65,8kg) x Chad Mendes (65,8kg)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg): Glover Teixeira (93kg) x Phil Davis (93kg)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg): Fábio Maldonado (93kg) x Hans Stringer (93,4kg)
Peso-pena (até 66,3kg): Darren Elkins (65,8kg) x Lucas Mineiro (66,2kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Diego Ferreira (70,8kg) x Beneil Dariush (70,8kg)
Card Preliminar
Peso-meio-médio (até 77,6kg): William Patolino (77,1kg) x Neil Magny (77,6kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Yan Cabral (70,8kg) x Naoyuki Kotani (70,3kg)
Peso-mosca (até 57,2kg): Scott Jorgensen (58,1kg) x Wilson Reis (56,7kg)
Peso-pena (até 66,3kg): Felipe Sertanejo (66,2kg) x Andre Fili (66,2kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Gilbert Durinho (70,3kg) x Christos Giagos (70,8kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Fabrício Morango (71,7kg) x Tony Martin (71,2kg)