Pular para o conteúdo principal

José Aldo e Conor McGregor, a guerra de palavras continua em Las Vegas

 

Um repórter brasileiro pergunto a Conor McGregor qual grito da torcida seria mais alta no MGM Grande Garden Arena no dia 11 de julho quando o irlandês desafiar José Aldo pelo título peso-pena do UFC:

Seria a dos brasileiros com “Você vai morrer” ou dos irlandeses “There’s only one.”

“Os brasileiros nem serão ouvidos,” disse McGregor.

McGregor está convencido que o contingente irlandês que irá invadir Las Vegas durante a Semana Internacional de Lutas vai dominar a cidade e a arena.

“Os irlandeses irão como um rebanho à capital das lutas, e todos que sairem daquele avião estarão prontos para lutar,” disse McGregor. “Eu não acho que as pessoas na cidade de Las Vegas sabem o que as esperam… Será uma noite fenomenal dentro do MGM. Não tenha dúvidas - será eletrizante.”
"Eu só vejo ele como um bobo", diz José Aldo sobre Conor McGregor 

Faltando mais de três meses até que Aldo e McGregor finalmente se encontrem dentro do octógono, os dois combatentes fizeram a segunda parada nesta segunda-feira em uma Turnê Mundial do UFC 189 que irá a 10 cidades, para falarem com um pequeno grupo de membros da imprensa no Red Rock Resort & Casino em Las Vegas.

Os dois lutadores continuaram sua guerra de palavras, especificamente Aldo, que disse que 50 por cento da razão de McGregor estar na posição em que está é devido a sua habilidade de marketing. Os outros 50 por cento, um pequeno fato para Aldo, é o que o irlandês tem sido capaz de fazer dentro do octógono.

Durante a primeira encarada da turnê no Brasil durante o final de semana, Aldo disse que sentiu medo em McGregor.

“Eu vi em seus olhos. Ele me pediu para encará-lo nos olhos e eu fiz, e eu vi medo em seus olhos,” disse Aldo. “Eu sei que ele era um fã meu, e assistia minhas lutas. Mas eu o estudei. Eu sei tudo que ele faz.”
"Eu ainda estou vivo", diz Conor McGregor sobre os gritos da torcida brasileira

McGregor argumentou que na verdade é Aldo que está sentindo medo dessa grande luta de título. “Medo tem um grande odor, e ele está fedendo a isso. É isso, eu simplesmente vejo medo,” disse McGregor.

Um estudante do jogo que ama, McGregor disse que ele também estudou Aldo. Ele disse que o campeão não pode possivelmente saber tudo sobre seu jogo porque ele está sempre evoluindo e trazendo novas coisas para cada luta.

“Veja todas as minhas lutas; em toda luta eu venho com algo novo: um novo golpe, uma nova reação,” disse McGregor. “Veja sua carreira no UFC e você verá a mesma fórmula, repetidamente. Você vê a mesma reação repetidamente. Há um padrão no qual ele sempre cai, e eu vou pará-lo com isso.”

Aldo é campeão há muito tempo - mais de cinco anos se você contar com o tempo do WEC. Ele é o único campeão peso-pena que já vimos no UFC.

Campeões foram formados e derrotados durante o reino de Aldo, mas ele disse ter cuidado para prestar atenção aos erros que seus colegas fizeram no caminho.

“Eu aprendo de tudo que aconteceu. Eu me espelho nesses campeões e tiro lições disso,” disse Aldo. “Eu sou o campeão há tanto tempo porque eu sempre encaro a próxima luta como meu maior desafio. Eu nunca menosprezo e eu sempre penso que será a luta mais difícil de minha vida. Estou confiante que essa é a chave para vencer.”

McGregor está mais ansioso que nunca para finalmente vencer o cinturão. O irlandês disse que quando ele encarar Aldo no UFC 189, o resultado da luta será decidido no primeiro round. McGregor disse que ele pode não acabar com Aldo no primeiro, mas “será uma formalidade após isso” se ela não conseguir.

“Na questão de tamanho, eu sou muito maior. Eu vou espanca-lo,” disse McGregor. “Eu vou entrar e quebra-lo, pedaço por pedaço. Honestamente, me faz cócegas quando os pesos-pena me batem - não me machuca nem um pouco. Então eu vou fazê-lo marchar para trás e quebra-lo.”