Pular para o conteúdo principal

José Aldo: ‘Me belisca para ver se eu não estou sonhando’

Campeão do UFC entrou no campo do Emirates Stadium, em Londres, e foi ovacionado pelo público, imprensa e jogadores da seleção brasileira
 
 

Atire a primeira pedra quem, quando criança, não sonhou em ser um jogador de futebol, vestir a camisa da seleção brasileira e entrar em um estádio lotado com a torcida gritando o seu nome.

Pois é. Um sonho pode, sim, se tornar realidade. E, para isso, nem precisa ser um craque dentro das quatro linhas. Você pode ser também um lutador de MMA ou qualquer outra coisa na vida. José Aldo, no mais puro sentido da palavra, lutou a vida inteira para ser um dos maiores campeões do UFC e viver este momento.

Na tarde deste domingo (29) o peso-pena entrou no gramado do Emirates Stadium segurando seu cinturão, a bandeira do Brasil e foi aclamado pela torcida, imprensa e pelas estrelas da seleção brasileira.

Por trás do sorriso de orelha a orelha um filme de uma vida. Para definir, Aldo disse: ‘Me belisca para ver se eu estou sonhando. Eu estou muito, muito feliz’.  A alegria do brasileiro era nitida. Abraçou cada um que esteve ao seu lado com força, com um carinho de agradecimento por tudo que estava vivenciando naquele momento.

Ouviu dos torcedores gritos e mais gritos de apoio. ‘Detone ele!’, ‘acabe com o irlandês’, ‘cale a boca do falastrão’, e tantos outros pedidos foram feitos ao campeão. Aldo, com gentileza, prometeu retribuir cada um deles no dia 11 de julho, em Las Vegas, no UFC 189.

Aldo só parou de falar com os fãs para fixar seus olhos no campo e ver o duelo entre Brasil e Chile. Garantiu que não estava nervoso e torceu como poucos. Reclamou do juiz, apoiou os jogadores, levantava a cada ataque da seleção ou perigo de gol chileno. Curtiu cada segundo como se fosse o último.

Em meio a uma turnê mundial tensa, onde a cada dia precisa encarar nos olhos seu provocativo adversário Conor McGregor, Aldo mostrou mais uma vez que está em estado de confiança e alegria total. ‘Esse cinturão será para sempre meu. E esses sonhos também’, disse.