Pular para o conteúdo principal
Entrevistas

Lara Procópio “previu” quem seria sua próxima adversária

Brasileira encara Casey O’Neill no UFC Vegas 29, dia 19 de junho

A mineira Lara Procópio conquistou sua primeira vitória no Octógono no dia 6 de fevereiro, quando superou Molly McCann por decisão unânime no UFC Vegas 18.

Duas semanas depois, ela estava assistindo ao UFC Vegas 19 quando “previu” que a australiana Casey O’Neill, que fazia sua estreia na organização e superou Shana Dobson na ocasião, seria sua próxima oponente.

“Eu estava assistindo à luta e falei, 'Vão me dar essa menina'. Duas semanas depois, me deram ela. Foi muito engraçado”, contou em conversa com a reportagem do UFC Brasil. "No passado, cogitaram que eu lutasse com a Shana Dobson, então eu estava prestando mais atenção nela. Mas quando a Casey ganhou, me deu algo e falei, 'Vão me dar ela'. Dito e feito".

Cadastre-se para receber as novidades do UFC

Lara Procopio of Brazil punches Molly McCann of England in their flyweight fight during the UFC Fight Night event at UFC APEX on February 06, 2021 in Las Vegas, Nevada. (Photo by Chris Unger/Zuffa LLC)
Lara Procopio of Brazil punches Molly McCann of England in their flyweight fight during the UFC Fight Night event at UFC APEX on February 06, 2021 in Las Vegas, Nevada. (Photo by Chris Unger/Zuffa LLC)

Mas não foi apenas um palpite sem fundamento. A brasileira enxerga os motivos que levaram os matchmakers do Ultimate a casarem o encontro entre as duas, e está empolgada para o duelo que acontece dia 19 de junho, no UFC Vegas 29.

“É a segunda luta dela, é a minha segunda luta na categoria, são duas atletas jovens e acredito que vai ser uma luta muito interessante", analisou. “É uma garota nova igual a mim, está invicta e está querendo trilhar uma carreira boa, mas estou no caminho dela. Quero tirar a invencibilidade dela".

“Estou me sentindo muito preparada. Sei que ainda tenho muita coisa para aperfeiçoar, mas estou chegando no meu melhor potencial”, continuou, “Acredito que vai ser uma luta que vai girar em todas as áreas, porque a Casey é uma atleta completa. Estou confiando mais na minha trocação, então acredito que posso conseguir um nocaute, como também uma finalização. Quero fazer de tudo nessa luta para não deixar nas mãos dos juízes".

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube