Pular para o conteúdo principal

Lendas do UFC são homenageadas no Hall da Fama

Ronda Rousey, Mauricio Shogun, Dan Henderson e Matt Serra estão entre os nomes que entraram para o Hall da Fama em 2018


Os mais novos membros do Hall da Fama do UFC foram formalmente consagrados na noite de quinta-feira (5), durante a 7ª International Fight Week.

Ronda Rousey, Art Davie, Matt Serra, Bruce Connal, Mauricio Shogun e Dan Henderson foram homenageados por suas incríveis realizações no MMA em frente a uma multidão no The Pearl no Palms Casino Resort, em Las Vegas.

Rousey foi introduzida como membro da Ala Moderna, já que sua ascensão meteórica à fama a transformou em lenda do UFC e sensação da cultura pop. E quando ela foi apresentada, a multidão no The Pearl deu as boas vindas que a antiga rainha peso-galo merecia.

Sua resposta foi simples e sincera.

"Por causa de vocês eu sou a primeira mulher aqui em cima aceitando esta incrível honra", disse Rousey. “Que eu seja a primeira de muitas. Nós mudamos o significado de 'lutar como uma menina'".

Ela também ofereceu um conselho para todos na plateia e assistindo em casa, incentivando todos a provar que os outros estão errados quando duvidarem de seu potencial. 

Matt Serra foi incluído no Hall da Fama do UFC como o 15º membro da Ala dos Pioneiros. Sua impressionante carreira incluiu a vitória no The Ultimate Fighter 4 e muitas apresentações impressionantes no Octógono, mas nenhuma mais incrível do que o nocaute sobre a lenda Georges St-Pierre em 2007.

Ser considerado um pioneiro é algo que Serra valoriza muito.

“Isso significa que eu estava nas trincheiras. Eu estava na vanguarda”, disse Serra. "Também significa que estou ficando velho (risos)."


Piadas à parte, Serra reconheceu aqueles que o ajudaram a atingir a grandeza e sentiu-se honrado em estar na companhia de lendas.

“Lutar sempre foi uma grande parte da minha vida. Eu gosto de ser o azarão”, disse Serra antes de terminar seu discurso com palavras de sabedoria para o mundo. "Você não sabe onde seus punhos vão te levar!"

Na Ala dos Colaboradores, o primeiro homenageado foi o co-fundador do UFC, Art Davie, que viu uma parceria com o lendário mestre de jiu-jitsu brasileiro Rorion Gracie se transformar no UFC.

“Eu finalmente consegui. Sou oficialmente um membro do Hall da Fama do UFC", disse Davie com orgulho. “Eu levei o UFC o mais longe que pude. Eu não criei o UFC, o UFC criou Art Davie”.

Davie agradeceu aos 1.793 lutadores que lutaram no octógono nos últimos 25 anos por todas as suas contribuições, assim como os fãs.

"Todos nós juntos mantivemos o UFC e o fizemos prosperar", disse Davie.

O falecido Bruce Connal também foi apresentado, depois de ser pioneiro e produtor de mais de 300 transmissões de eventos do UFC durante seus 19 anos na promoção. Sua família subiu ao palco para receber a homenagem.

Além disso, a luta do UFC 139 entre Dan Henderson e Mauricio 'Shogun' Rua foi homenageada na Ala das Lutas. Henderson aceitou o prêmio, e o lutador dentro dele não poderia estar mais orgulhoso do que aconteceu no Octógono em novembro de 2011.

“Eu quero agradecer ao Shogun por trazer à tona o guerreiro que existe em mim”, disse Henderson. "Tivemos duas lutas e foi uma honra dividir o Octógono com ele". 

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube