Pular para o conteúdo principal

Lesão de Velasquez foi mais séria que o imaginado

Lutador iria defender seu título contra Fabrício Werdum no UFC 180, em 15 de novembro


O campeão dos pesos-pesados Cain Velasquez ficará mais tempo fora do octógono do que era esperado. Em entrevista ao “The MMA Hour”, do site “MMA Fighting”, o principal treinador de Cain Velasquez, Javier Mendez, revelou que a lesão no joelho do atleta foi mais grave do que eles haviam imaginado, e que seu retorno deve ser entre abril e junho de 2015.
‘Treinei para ser campeão’, diz Werdum sobre luta contra Mark Hunt

Mendez explicou que Velasquez vinha treinando com outra lesão no joelho, mas queria defender seu cinturão contra o brasileiro Fabrício Werdum no UFC 180, em 15 de novembro. “Ele tinha um ligeiro desgaste no menisco, mas estava bem. Os treinos estavam bom, com grandes sparrings. Estávamos fazendo tudo que era necessário para a luta”.
Treinador de Werdum analisa duelo contra Hunt

Durante a cirurgia no joelho, os médicos descobriram que a lesão era mais séria que o imaginado. "Ocorreu tudo bem, mas havia mais danos do que o esperado", disse Mendez. “Quando descobrimos a real gravidade da lesão, os médicos mudaram o procedimento cirurgico, e isso irá afastá-lo mais tempo que o previsto”.

Mendez também disse que os médicos estão fazendo o possível para acelerar a recuperação de Velasquez. “Ele está andando com o auxilio de muletas. Usará por duas semanas e depois colocará uma proteção no joelho por seis semanas”.

O treinador acredita que Velasquez não é considerado o melhor peso-pesado de todos os tempos por conta das repetitivas lesões, mas tem certeza que ele dará a volta por cima. “Se nunca tivesse se machucado, seria o maior peso-pesado de todos os tempos. Ele ainda precisa de mais algumas lutas para provar isso, mas vai chegar lá”.