Pular para o conteúdo principal

Lutador e escritor: CM Punk golpeia Thor

 Atleta foi convidado para escrever história de quadrinhos para a Marvel


Depois de uma carreira cheia de histórias no wrestling profissional, a ex-estrela do WWE, CM Punk, está se preparando para algo completamente diferente enquanto treina na academia Roufusport, em Milwaukee, para sua estreia nas artes marciais mistas. Por conta de uma agenda completamente agitada, você deve pensar que ele trata cada hora do seu tempo livre como uma preciosidade.

- Assine o Combate e assista a todas as edições do UFC

Qual é, você sabe que esse lutador do UFC não vai se sentar e assistir TV depois de um dia de treinos duros na academia.

“Eu não estava ocupado o suficiente”, ele ri, falando sobre sua incursão no mundo dos quadrinhos como o escritor de uma história no Anuário Thor, da Marvel.

- Baixe o nosso aplicativo e tenha o UFC em seu smartphone ou tablet

Wrestling, MMA, quadrinhos. Sim, Punk está vivendo o sonho de um fã.

- Visite a loja do UFC

“É amplamente conhecido que eu sou um grande fã de quadrinhos”, disse ele. “Não sei se quero dizer nerd, pois é uma conotação negativa, mas eu sou muito nerd. É 2015 – e os nerds estão aí.”

“Tenho a liberdade de exercer qualquer coisa que eu quero. É muito legal, libertador e divertido ser capaz de perseguir essas coisas. É algo que sempre quis fazer, mas nunca esteve na minha lista de coisas que eu achei que faria um dia.”

A parceria de Punk com a Marvel começou com diversas amizades com pessoas da empresa, e depois de escrever um prefácio para Os Vingadores vs. X-Men, ele se certificou de que eles soubessem que toparia um próximo projeto.

“Depois que eu escrevi, brinquei que eles deveriam me deixar escrever uma história em quadrinhos, e eles concordaram”, afirmou o lutador. “Nós conversamos por anos, concordando e discordando, e eu acho que alguém finalmente tomou as rédeas da situação e ofereceram o Anuário Thor para mim. E assim como qualquer coisa na minha vida, se eu tiver algo bacana oferecido, eu topo fazer.”

Foi uma atitude valente, especialmente considerando que Punk nunca escreveu histórias em quadrinho antes. Agora ele está recebendo uma grande atribuição ao escrever sobre um dos heróis mais emblemáticos do Universo Marvel.

“Eu sou amigo de Jason Aaron, o atual escritor de Thor, então acho que pode ter algo a ver com isso”, disse Punk sobre sua missão. “E era uma história fácil, de dez páginas, então foi uma boa maneira de relaxar os pés e aliviar a mente durante o processo. Eu não sei como escrever quadrinhos. Sei escrever histórias, mas formatar um livro era algo totalmente estranho para mim.”

“Você pode escrever e ser super detalhista, e daí existe algo chamado Método Marvel. É uma forma mais livre e solta. Obviamente, eu estava escrevendo para a Marvel, e era a primeira vez que eu fazia histórias em quadrinho, então escolhi o Método Marvel. E eles iriam transformar o que escrevi em uma estrutura de roteiro de quadrinhos. Então foi fácil para mim construí-la. Aprendo muito rápido. Você me diz para fazer algo, eu faço, e já podemos dar o próximo passo.”

E para uma estreia, Punk acertou em cheio, tirando a seriedade do Deus Trovão e dando-lhe um olhar mais humanizado, conforme ele conta na história do jovem Thor.

“Pode parecer chocante, mas não ouvi nada negativo sobre ele, o que é bacana”, comentou Punk. “Eu não seria capaz de escrever uma dessas histórias mais épicas e sérias do Thor se comparado aos outros dois escritores (Aaron e Noelle Stevenson), que estavam escrevendo histórias na revista. Percebi que tinha que ir na direção oposta, só para dar ao quadrinho uma sensação diferente. Havia três histórias distintas lá, e ele é o Thor na juventude, então ele é novo, faz coisas estupidas, comete erros, ele é um garoto. Eu pensei que Thor era muito mais interessante de ser escrito dessa forma do que nas outras versões.”

Então, qual o próximo passo para CM Punk? Ser escritor de quadrinhos?

“Estamos trabalhando nisso”, ele afirmou. “Tenho essa capacidade de perguntar ‘ei, podemos fazer isso?’. É ótimo ser capaz de fazer algo que eu sempre quis.”

E se for dada a liberdade de escrever sobre qualquer herói da Marvel?

“Tenho uma história do Justiceiro na cabeça”, ressaltou. “Só não sei de alguns detalhes. Está na minha cabeça faz algum tempo, então se eles me derem carta branca, com certeza escreveria uma revista do Justiceiro.”

Você fica com a impressão de que tudo o que ele quer fazer ele pode, ou pelo menos faz de tudo para conseguir.

"É óbvio que não tem sequer uma data para a minha luta ainda, então essa é a minha prioridade, e é clichê e brega, mas é o meu mundo", disse Punk. "Quero fazer tudo: TV, cinema, Broadway, pois parece algo muito divertido. Quero experimentar tudo o que é novo e diferente, e se algo me assusta, eu quero enfrentá-lo de frente."

Para comprar o Anual Thor, clique aqui.