Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Mais versátil, Diego Ferreira acredita em finalização no UFC New Jersey

Peso-leve enfrenta Olivier Aubin-Mercier neste sábado (30)


Uma das gratas surpresas do MMA brasileiro em 2014, o peso-leve Carlos Diego Ferreira estreou na organização com duas vitórias fulminantes e dois bônus por melhor performance e luta da noite, respectivamente.
Após o rápido sucesso, entretanto, ele não conseguiu manter a boa fase nos dois combates seguintes, e acabou derrotado por Beneil Dariush e Dustin Poirier. Em entrevista ao UFC.com.br, Diego contou que aprendeu muito com os reveses, e que se sente um lutador mais completo hoje.
“Peguei uma luta em cima da hora, e outra contra um cara que tinha bastante experiência, então não foram muito favoráveis para mim. Mas foi uma coisa boa, me fez evoluir, procurar melhoras que eu precisava, no boxe, no muay thai e no wrestling. Isso foi para melhor. Me sinto mais confiante”, disse o brasileiro.
Sem competir desde abril, Diego volta à ação neste sábado (30), quando enfrenta o canadense Olivier Aubin-Mercier no UFC New Jersey. Embalado por três vitórias consecutivas, Olivier, de 26 anos, foi vice-campeão do TUF Nations e tem como ponto forte a luta agarrada, tendo conquistado a maioria de suas vitórias por finalização, assim como o brasileiro. Por este motivo, Diego acredita que conseguirá levar o combate para sua zona de conforto.
“Eu já estava treinando há bastante tempo quando me chamaram. O que eu aprendi dele é que gosta do wrestling, tem um bom jiu-jitsu e leva todas suas lutas para o chão. Acho que é um bom jogo para mim, mas não quero deixar de testar meu wrestling e minha movimentação em pé”, disse o brasileiro, que, entretanto, acredita que deverá vencer a luta no chão, “Se não for para a decisão, vai ser por finalização. Vou botar uma pressão grande nele para vencer a luta”.
Mais UFC New Jersey: Feijão: "Ainda não mostrei 20% do meu potencial" | Sapo acredita em finalização sobre Kevin Casey
Diego comentou também a próxima disputa de cinturão de sua categoria, entre o brasileiro Rafael dos Anjos e o “intruso” Conor McGregor, que subiu da divisão dos penas para desafiar o campeão.
“Acho que o Rafael vai destruir ele, porque não é a categoria dele”, apostou Diego, “Acho que o Rafael vai colocar ele no lugar dele e mostrar que nossa divisão não é tão fácil quanto ele pensa”.
Assine o Canal Combate | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC