Pular para o conteúdo principal
Entrevistas

Marreta avisa: "Se Jon Jones me subestimar, ele vai pagar por isso"

Brasileiro mantém o estilo discreto e garante não sentir a pressão pela conquista do título

Thiago Marreta não é o tipo de lutador  que gosta de entrar em guerra de palavras com os seus adversários. O brasileiro adota um estilo discreto fora das lutas e prefere mostrar as suas armas dentro do octógono. E contra o Jon Jones não será diferente. Mas que fique claro: qualquer atitude descuidada do campeão pode custar bem caro na luta principal do UFC 239, neste sábado (6).

"O Jones é um cara muito inteligente, experiente e já está nesse negócio há muitos anos. Quando eu estava no TUF Brasil (2013)  ele já era campeão no UFC. Ele sabe fazer esse jogo, mas eu estou muito focado. Nada disso vai alterar meus planos para sábado. Mas se ele por acaso me subestimar, ele vai pagar por isso. Eu tenho para mim que ele não fará isso, porque ele sabe o risco que está correndo. Vai ser soco e chute para todos os lados", declarou o brasileiro.

No centro dos holofotes da semana mais importante do UFC no ano, a International Fight Week, Marreta também garante que a exposição e o assédio da mídia não atrapalham a sua preparação. Mais uma vez, a resposta para tudo será dada dentro do octógono.

"Nada disso tira meu foco. É claro que isso toma um pouco do nosso tempo, eu poderia estar descansando ou trabalhando o meu corte de peso. Mas não é a primeira vez que passo por isso. Então, eu entendo que isso faz parte do negócio".

Conheça a trajetória do brasileiro Thiago "Marreta" Santos, que no dia 6 de julho desafia Jon Jones pelo cinturão dos meio-pesados na luta principal do UFC 239 em Las Vegas.


Por fim, Marreta também garantiu que não sente o peso da disputa pelo cinturão. Ainda que admita ser esse o maior desafio de sua carreira, o brasileiro acredita que a vida já lhe impôs obstáculos maiores do que esse.

"Eu não me sinto pressionado em nada para essa luta. O cinturão é  apenas um objeto. Mas eu já me considero um campeão na vida, eu superei muitas coisas para chegar até aqui. Não é o cinturão que vai me tornar um campeão ou não. Eu já sou um campeão", finalizou.