Pular para o conteúdo principal

McGregor diz que não vai mirar costela de Aldo: 'é no seu queixo que vou bater'

Brasileiro sofreu uma lesão, mas ainda está na luta do UFC 189, dia 11 de julho


O irlandês Conor McGregor abriu sua mansão alugada em Las Vegas para alguns jornalistas e falou sobre a expectativa para o UFC 189, em 11 de julho. Resumindo todas as respostas, ele disse que estará pronto para lutar e sairá do octógono com o cinturão - independente contra quem lute. Com a lesão de José Aldo, o UFC escalou o ex-desafiante Chad Mendes como substituído - caso o brasileiro não lute. Mas McGregor também aproveitou para provocar ainda mais o campeão dos penas, falando até sobre sua lesão.
- Assine o Canal Combate e não perca nenhum detalhe do UFC
"Eu quero o cinturão verdadeiro, quero o José. É isso que todo mundo quer, é o que todos nós queremos, é o que deveria acontecer. É uma contusão, os exames de raio-X confirmaram, ele tem uma contusão na costela. Você tem que superar isso, porque vai melhorar. Esteja saudável, bata o peso, apareça e, como eu disse, não se preocupe com a sua costela, é no seu queixo que eu vou bater", disse o irlandês, segundo o site do Canal Combate, aos jornalistas.

Sempre se considerando o melhor lutador do planeta, McGregor explicou que Aldo e Mendes têm um estilo de luta muito parecido, apesar de o brasileiro ser mais striker e o norte-americano conhecido pelo seu wrestler. Seguindo o pensamento do irlandês, não importa quem será o adversário, mas ele sairá como o melhor lutador da categoria.

"Eles são todos iguais, lutam da mesma forma, têm os mesmos golpes, se movem da mesma forma. E, particularmente, Chad Mendes e José Aldo são muito semelhantes em estilos, na forma como se aproximam da luta. São adversários parecidos", disse ele aos jornalistas, para depois justificar que não leva sparrings para simular os rivais no seu camp. "Se você faz isso e essa pessoa não aparece para lutar, de que adiantou?"
UFC 189 - Informação sobre Luta Principal
McGregor também revelou que aceitou lutar na categoria de cima, nos leves, e depois enfrentar Aldo em setembro. "Eu poderia esperar sete semanas ou lutar contra outra pessoa. E eu não queria cortar peso duas vezes em sete semanas, então nós discutimos lutar no peso-leve (70,3 kg). E eu disse que lutaria no dia 11 de julho nos 70,3 kg e que, em setembro, colocaria meu cinturão em jogo contra José, quando ele estivesse de volta".
Leia também:
UFC 189: McGregor diz que precisa de 'quatro minutos' para vencer José Aldo
Aldo promete ser agressivo se for provocado - mais uma vez - por McGregor
Weidman acredita que McGregor nocauteará Aldo no segundo round